6 de setembro de 2014

Resenha: Easy - Tammara Webber



Título Original: Easy
Autora: Tammara Webber
Editora: Verus
Ano: 2013
Páginas: 305

Sinopse: Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria.
Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite - mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares.
A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los.
Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade - e encontrar o poder inesperado do amor.


"Easy" foi a minha última leitura de 2013 pois é meu povo... pontualidade em pessoa, essa sou eu. Confesso que, depois de uma amiga com o gosto literário muito parecido com o meu ler o livro e não ter caído de amores pela história, além de acompanhar o modo como a leitura se arrastou pra ela, eu já estava bem desmotivada a dar uma chance a esse new adult tão comentado. Mãaas, o livro estava me seduzindo sempre que olhava pra ele, além de que, contrariando mais da metade dos leitores com um cérebro e um par de olhos, eu gostei da capa. Ok, realmente parece que o bofe ali não lava o cabelo já tem um tempo, mãaaas, eu gostei e ponto u_u.
Sendo assim, que escolha eu tinha né? Bora dar uma chance pro bofe ensebado da capa e a sinopse promissora \o ... E não é que não desapontou?


Depois de "Desastre Iminente" eu estava meio traumatizada com os new adult e não botava muita fé nesse livro não. Isso pode ter sido um dos motivos que me levou a gostar tanto da leitura. Como eu já disse anteriormente aqui no blog, quando não temos expectativas muito altas com uma história ela acaba sendo a mais surpreendente e apaixonante, além de nos tocar e envolver ainda mais. Pelo menos, foi isso que senti lendo "Easy".

A escrita da autora não conseguiu me conquistar logo de cara. Não sei se é porque eu peguei pra ler de madrugada e já estava meio grogue de sono, mas enfim.... asdhaishdiuhasiudads. Acredito que seja o tipo, não só de escrita, mas de história, que vai nos ganhando aos poucos.
No começo, temos toda uma enrolação da Jacqueline - já que a história é narrada em primeira pessoa - na fossa pós pé na bunda e devo dizer, que pé na bunda hein? Sério meu povo, que namorado mais ordinário. Foi o término mais fdp que eu já vi. Se um cara usasse as mesmas palavras que o Kennedy usou com a Jacqueline para terminar comigo, eu acho que rachava o crânio dele ^-^ que toda mulher apaixonada pós desilusão amorosa passa. Já deu pra entender, né? kkkkk. Então, nesse meio tempo que a nossa querida protagonista fica falando sobre seu passado com o ex e a forma como o coração dela está em pedaços e blábláblá, bom, digamos que não são as partes mais interessantes e capazes de conquistar um leitor que já está com indícios de sono na madrugada ]: mãaaas, como eu sou brasileira e não desisto nunca, mandei o sono pastar e persisti na leitura. E realmente, a partir do momento que a Jacqueline sai um pouco da fossa e para de se lamuriar pelo pé na bunda que levou - o que sério, foi bem chato e cansativo de acompanhar - a história começa a ficar mais legal e interessante, além de prender muito mais a nossa atenção. Sabe aquela coisa de você grudar no livro e não soltar mais? Pois é, mais o menos por aí.

Mas ok, depois da frustração do pé na bunda que a nossa querida protagonista sofre, ela ainda é vítima de um babaca querendo estuprá-la, tipo, wtf? Tá precisando tomar banho de sal grosso hein minha filha? Porque tá complicado pro seu lado u_u
Mas ok, porque é nesse momento que a história começa a melhorar *u*

Antes dela ser alvo de um estuprador               |            Depois dela ser alvo de um estuprador:

E sim, vocês devem estar me chamando de louca psicopata ou sei lá, mas esperem, ok? Não acendam suas tochas ainda u_u hashiudhaisudhahusdhiuads. É que é nesse momento que o nosso boy magia, o bofe dos bofes, aparece na história. É aí que entra o meu tão querido e amado Lucas <3 .

Não tenho muito o que falar dele porque, confesso, ele foi um personagem bem misterioso e enigmático. É aquele tipo de personagem envolvente e que te ganha desde o começo, mas que você só vai descobrindo quem ele realmente é, com os defeitos e qualidades, passado e porque do presente, no decorrer da história. Entãaao, se eu for falar dele vou acabar soltando spoilers indesejados \: . Só posso dizer que foi um personagem que me ganhou totalmente e que, meu Deus, como sofreu ]': Sério gente, fiquei com dózinha do coitado e com aquele aperto no peito de ver e descobrir por tudo que ele já passou. Realmente muito triste </3 - mas cá pra nós, acho que isso contribuiu ainda mais para o pacote "Gato irresistivelmente apaixonante. Precisa de muito cuidado e amor" sabem? Aí já viu, rafitcha aqui ficou boba u_u kkkkkk.

"(...) - E se eu te beijasse contra sua vontade?
Eu o queria tanto que minha cabeça girava.
- Eu... eu te morderia.
- Meu Deus - suspirou ele, fechando os olhos. - Por que isso parece uma ideia tão boa?" 
(Página 250)

Quanto a Jacqueline, bom, confesso que fiquei com raivinha dela no começo, com toda aquela ladainha de sofrimento pós término e tal. Mãaaas, conforme a história foi avançando, foi impossível não simpatizar com a personagem <3. Ela realmente passa por muita coisa, desde problemas com a mãe até problemas mais sérios que não posso entrar em detalhes para não dar spoilers u_u. É aquele tipo de personagem que vai se tornando mais forte e amadurecendo conforme os obstáculos vão surgindo na vida dela. Também morri de rir com relação aos pensamentos dessa garota. Sério gente, o que eram os pensamentos safadcheeenhos dela em relação ao Lucas? Totalmente compreensíveis afinal, estamos falando do bofe magia né, meu povo? u_u mas não deixam de ser engraçados XD. O tipo de garota que ganhou a minha admiração u_u

Quanto ao relacionamento desses dois, aaaah meu Deus, o que dizer? Acho que foi um dos casais mais fofos e lindos que eu já vi. Sabe aquela relação que consegue te ganhar desde o primeiro momento? Pois é. Uma coisa que eu simplesmente amei e acho que a autora merece uma salva de palmas, foi a forma como ela escreveu as cenas mais calientes. Não é uma coisa simplesmente carnal, sabe? Foi trabalhado e escrito de uma forma tão intensa, com tanto sentimento, que a autora consegue transmitir toda essa intensidade e emoção ao leitor. Eu realmente fiquei admirada, pois foram pouquíssimas histórias que conseguiram fazer isso comigo, sabe? A ponto de suspirar e sorrir, e não só ficar com as bochechas vermelhas sim, eu sou uma pessoa muito fofa e que fica vermelha com facilidade, ok? Não espalha u_u kkkk. Lucas e Jacqueline entraram para o meu top casais, com toda a certeza u.u <3

Uma outra personagem que eu PRECISO comentar é a Erin. Sério gente, que mulher é essa? Eu simplesmente morri de rir com ela! Ela foi a amiga que tirou a Jacqueline da fossa juntamente com o nosso bofe magia, Lucas e fez ela ir voltando a vida após o término do relacionamento. Além de ser uma ÓTIMA amiga, ela tinha um senso de humor realmente incrível, principalmente quando se tratava de homens e afins XD . Sem dúvida alguma ela foi a minha personagem preferida <3

"Erin: Matriculei nós duas em um curso de defesa pessoal.
Eu: O quê??
(...)
Erin: Vamos poder bater em caras com aquelas roupas acolchoadas!!! Eu sempre quis dar um chute com toda a força no saco de um cara. Agora posso fazer isso sem culpa!
Eu: Você é doente.
Erin: Praticamente uma psicopata. :)" 
(Página 114)

Também poderia comentar sobre a Maggie e como ela é engraçada quando está bêbada ou com sono, ou falar do quanto o Benji, um personagem que eu pensava que não teria nenhuma importância na história, conseguiu me surpreender e se tornar um ótimo e muito engraçado amigo para a Jacqueline, ou então do quanto amei o dr. Heller ou do quanto senti raiva e ódio do Kennedy, e depois consegui gostar um tiquinhozinho dele, mãaaaas, vou deixar vocês descobrirem esses personagens maravilhosos por si mesmos.

Tammara Webber realmente me surpreendeu com sua escrita que vai te ganhando aos poucos. A narrativa da autora consegue ser bem descontraída, mesmo não sendo uma coisa intencional. Vejo isso como um ponto muito positivo, pois me prendeu ainda mais a leitura, o que foi ótimo já que "Easy" é o tipo de livro que, depois que você pega o "embalo" você não quer mais parar... E só para porque já é quase 7hr da manhã e você ainda não dormiu ]: sério, isso realmente aconteceu T.T. Ou seja, uma escrita descontraída foi tudo que eu precisava para virar a noite em claro lendo u_u ausdhuaishdiuhaiuduasd.
Mas, se tem uma crítica (?) que eu deixaria para a autora foi a falta de características físicas de determinados personagens. A autora pecou bastante nesse ponto, principalmente em relação a Jacqueline. A gente sabe que ela é bonita e que tem olhos azuis. Só isso T^T . Tive bastante dificuldade em visualizar a nossa protagonista, entãaaaao, o que tive que fazer? Imaginei ela mais o menos como a garota da capa, mesmo não achando ela bonita. Fazer o que né? É o que temos pra hoje ]:

Uma coisa que gostei muito na história foi o fato da autora abordar - mesmo que não se aprofundando e explorando muito o assunto - o estupro. Nunca li nenhuma história que falasse a respeito disso, que é uma coisa tão presente e ao mesmo tempo tão oculta na nossa sociedade. Gostei dela ter se arriscado e feito desse assunto polêmico uma "característica presente" no desenvolver da história. Acho legal esse tipo de coisa fazer parte de um livro que tem como público alvo as mulheres e, em sua grande maioria, as mulheres mais jovens. Pois é um perigo que todas nós corremos, e ter a chance de saber mais, tanto da parte psicológica de uma pessoa que é vítima de tal ato e toda a humilhação - física e emocional - que a vítima passa, como a forma repugnante que pode acontecer ou o que leva a acontecer ou ainda as brechas que deixamos, realmente foi muito interessante.
E ainda de quebra, aprendemos um pouco de defesa pessoal. Sim meu povo, ainda temos essa chance.
As cenas em que a defesa pessoal era ensinada realmente foram incríveis. A autora conseguiu fazer um uso tão bom das palavras e da descrição que eu era capaz de visualizar a cena perfeitamente. Era algo quase palpável, sabe? Achei isso realmente fantástico, pois além de termos um romance na história e da autora trabalhar assuntos que pra nós, leitoras, já é tão comum como amor, pé na bunda, fossa, encontrar um novo amor... ela ainda conseguiu introduzir uma parte "didática" e que eu tenho certeza que não será esquecida tão cedo.

"Amor não é a ausência da lógica
mas a lógica examinada e recalculada
aquecida e encurvada para se encaixar
dentro dos contornos do coração." 
(Página 209)

Como deu pra perceber, eu realmente amei o livro! Além de todo o romance, de toda a superação pós pé na bunda, de todas as cenas engraçadas com a Erin e todas as cenas perturbadoras e que conseguiam me deixar com o coração na mão, ainda temos um mistério durante todo o desenvolvimento da história. O tipo de mistério que te faz querer saber mais e mais, e quando você descobre o que é, você realmente fica com aquele sentimento/pensamento de "Ah não, não pode ser isso. Me diga que não é isso, por favor. Como pode existir gente tão ruim e cruel nesse mundo?" e mais um monte de pensamentos e possíveis xingamentos que não posso compartilhar pra não soltar spoilers u_u. Só posso dizer que é uma história que te prende a partir das 20 (?) primeiras páginas até o fim u_u sim, não posso dizer desde as primeiras páginas, já que estaria mentindo né? Motivos já citados aqui na resenha u_u usdhiuahsudhaiudhiuahsuidds.
Um livro que te ganha aos poucos, mas, quando consegue te ganhar, vira o seu xodó <3 . O tipo de história que, ao ler a última página e fechar o livro, você já está morrendo de saudade de todos os personagens e de todas as emoções vividas durante a leitura.

O gif define os momentos mais emocionantes e coração na garganta. Além de me representar acompanhando tudo que o Lucas e a Jacqueline passaram, tanto juntos como separados... só que eu não fui tão fofa u_u

Realmente um livro surpreendente e que eu recomendo de olhos fechados. No entanto, por mais que eu tenha elogiado horroooores nessa resenha, eu recomendo que vocês comecem a leitura de "Easy" sem expectativas muito elevadas. Quem sabe assim você não se surpreende e se encanta ainda mais? Comigo foi assim, quem sabe com você também não acontece o mesmo? (;  Recomendasíssimo!

Aquele momento que você vira a última página e fecha o livro:

Muito obrigada, Tammara Webber, por uma história tão boa! <3

23 comentários:

  1. Tenho que ler RSRrs o que me desanimou apesar de saber que é um ótimo livro é que quando eu fui em um clube do livro contaram MUITO spoiler RSRRS
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, não tem nada pior que spoiler né? Ainda mais de um livro que estamos querendo ler T^T. Mas espero que mesmo assim possa dar uma chance para "Easy". É uma história realmente boa e tocante, que merece muito ser lida! (((:

      BEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  2. "A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada."
    e nem a Jacqueline (podre :P)
    Eu quis ler o livro por causa do estupro mesmo, pena que não é muito abordado, porque eu não gosto desses "mocinhos" bad boys. Não tenho vontade de ler Belo Desastre e esses outros...
    acho que não vou gostar desse mistério em torno do Lucas.
    bjs e bom domingo
    felicidadeinventada.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus hein, Mah? Tava inspirada! KKKKKKKKK
      Pois é, o estupro fica meio que em segundo plano em grande parte do livro, mas ainda assim ele está presente durante toda a história. Só não é aquele foco enorme e total no assunto, sabe? Mesmo assim, acho interessante a leitura. Alguma coisa sobre o assunto vai te acrescentar, isso eu não tenho dúvidas.
      Bom, quanto ao mistério em torno do Lucas... só lendo pra saber né? Mas acho que depende muito do seu envolvimento com a história e com os personagens.
      Mesmo você não gostando muito dos "mocinhos bad boys" eu ainda assim te indico muito a leitura! É o tipo de livro que, por mais que você não AME a história - como aconteceu comigo <3 - alguma coisa dela vai ficar em você, sabe? Ele te acrescenta. Realmente indico u_u

      BEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  3. Olá! Quero muito ler esse livro, várias pessoas me falaram que ele era muito bom! A sinopse também me deixou bastante intrigada e adorei a sua resenha!

    http://whoisllara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lara!
      Então eu acho que você deveria dar ouvidos a essas pessoas e correr para a livraria mais próxima u_u KKKKKKKKK.
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha! *-*
      O livro é realmente muito bom, e merece uma chance de te conquistar. Então vá logo atrás de um exemplar e comece a ler o quanto antes, ok? u_u KKKK

      BEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  4. É bom vir ao seu blog, ver e ler o que está publicando,só posso agradecer pelos textos,
    com que nos presentei-a,e posso dizer que tem aqui um agradável blog,
    desejo que tenha muita saúde e com muita paz.
    Deixo as minhas saudações, com desejo de muitas felicidades.
    Sou António Batalha.
    Do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  5. ooownt, ela me citou na resenha! que fofa! hahahaha sqn .-.

    ResponderExcluir
  6. Eu confesso não ter vontade de ler esse livro justamente por não curtir muito new adults, mas sempre leio coisas boas sobre ele.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inês!
      Poxa, que pena :/
      Mas quem sabe essas coisas boas não te motivem a, um dia, quando estiver em um momento de muita inspiração e boa vontade, dar uma chance para ele né? KKKKKKKK. Vai que a história acaba te surpreendendo tanto que você até muda a sua opinião sobre os new adults? u_u KKKKK

      BEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  7. Eu adorei a resenha, quando eu li esse livro eu amei :D

    Amei o seu blog e já estou a seguir :)
    beijinhos,
    Daniela
    http://ddocesonhadora.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Dani! ^-^
      O livro é ótimo né? Entrou para os meus favoritos! <3

      Awwwwn, muito obrigada!!!
      Seja muito bem vinda!

      BEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  8. Você morreu de rir com a Erin e eu morri de rir com você nessa resenha. kkkkkkkkkkkkkk
    Enfim, eu li Easy acho que ano passado também, mas devo dizer - lamentando muito - que algo nessa história não me prendeu o suficiente. Olha, eu sou uma pessoa que gravo com facilidade os enredos dos livros que leio. Posso te dizer exatamente o que acontece em cada livro da minha estante, com exceção de alguns, entre eles Easy. E normalmente quando não lembro é porque o livro não me tocou o suficiente.
    Gosto da relação do estupro no New adult da história e curto bastante o Lucas... É, realmente não sei te dizer o que me deixou perdida aqui. Aff

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! ((:
      Ah, que bom saber que consigo ser engraçada de vez em quando! *---* KKKKKKK
      Poxa, que pena! Mas infelizmente nem todos nos sentimos tocados pelas mesmas coisas, né? Então seria difícil disso acontecer com todas as histórias. Eu particularmente gostei MUITO de "Easy" e acho que a história me marcou bastante. Mas tem muita gente que leu e foi "só mais uma leitura" da pilha, sabe? Então, fazer o que né?
      Realmente triste que a história não tenha te emocionado tanto a ponto de ficar gravada na sua memória, mas pelo menos você pôde vivenciá-la enquanto lia, né? Vai que numa dessas, em uma releitura quem sabe, as coisas não mudam né? As vezes você só não leu o livro no momento certo. E é por isso que nem você sabe o porquê de ter ficado perdida u_u (A louca querendo te convencer a dar uma segunda chance pro livro, mas ok. KKKKKKKKKK)

      BEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  9. Pelo inicio da sua resenha eu achei que vc ia terminar dizendo que não gostou nadinha do livro. Mas até vc mesma me surpreendeu no fim da resenha. rsrs...Olha confesso que não curto New Adult e infelizmente demorei para descobrir isso :( Mas gostei da sua resenha e que bom que o livro da uma guinada e nos surpreende no final.
    Bjokas

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly!
      Minha habilidade de surpreender é incrível, né? /sqn KKKKKKKK
      Que pena que os new adult não te encantem ]: mas, quem sabe um dia isso aí não mude né? As vezes os títulos que você leu não ajudaram muito no seu amor pelo gênero. Vai que numa dessas não é "Easy" que vai te fazer cair de amores pelos new adults, hein? u_u KKKKKK
      Fico feliz que tenha gostado ^-^

      BEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  10. Adorei a resenha, e meu Deus, olha esse gif do Pascal! <3

    Um beijo,
    @wordsbymacaia
    www.coffeesandbooks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Maria!!! *-----*
      Pascal divo! <3

      BEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  11. Adorei a resenha, ri muito aqui <3
    Eu fiquei interessada no livro, mas depois que você falou da enrolação...
    Sei lá. Não tenho saco. Se eu for realmente ler, talvez eu pule isso.
    Hahahaha'

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn, que bom que você gostou! E eu ainda consegui te fazer rir? Fico muito feliz por isso! ^-^
      Pois é, tem um pouquinho de enrolação... mas é uma coisa que nem chega a incomodar tanto assim. Como eu disse, é mais no começo, antes da história "pegar no tranco" mesmo, sabe? KKKKK. Depois disso é só amor <3
      Eu não diria pra você pular essa parte. Por mais que seja meio chatinho, ainda assim é necessário pra você pegar ódio e amor pelos personagens certos, sabe? KKKKKK.
      Leitura mega indicada! <3

      BEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir
  12. Ooi  (: Te marquei numa tag lá no meu blog sobre o natal <3 Beijos!
    Link da Tag: http://16dezesseisoutravez.blogspot.com.br/2014/12/natal.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milena, tudo bom?
      Então benzitcho, acho que to um pouquinho atrasada .-. KKKKKKKK , mas agradeço por ter lembrado do blog! <3

      BEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :*

      Excluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)