27 de novembro de 2013

Resenha: O Lorde de Raven's Peak - Catherine Coulter



Título Original: Lord of Raven's Peak
Autora: Catherine Coulter
Série: Os Vikings, vol. 2
Editora: Nova Cultural
Páginas: 319

Sinopse: Ao comprar um jovem no mercado de escravos de Kiev, Merrik Haraldsson conseguiu resgatar também o irmão mais velho do menino, um garoto maltrapilho, imundo e desnutrido. Por isso, qual não foi a surpresa, tempos depois, ao descobrir que, na verdade, não se tratava de um irmão, mas de uma irmã...
Por baixo da imundície e dos farrapos, escondia-se uma jovem linda e inteligente, determinada a usar sua habilidade de contar histórias para ganhar ouro e prata suficientes para comprar a sua liberdade e a do irmão. Merrick, no entanto, se recusou a deixar a encantadora Laren partir... E quando, finalmente, os segredos dela vieram à tona, ele lutou para protegê-la, e salvar a paixão avassaladora que tomara conta do seu coração...


"O Lorde de Raven's Peak" é o segundo romance de banca que eu leio, e acho que já é da minha sorte começar sempre pelo segundo volume u_u saduahsiduhasiudhaiushiuds. Comecei a leitura sem saber nada sobre o livro, tendo de base somente a sinopse. Sim meu povo, assim como acredito eu a grande parte de vocês costumam ler resenhas antes de investir em uma história, eu também sou assim. Mas, como foi um livro emprestado de última hora beijo Bia, sua linda <3  e sem planejamento, eu acabei lendo meio que "de olhos fechados" oi? lógica, cadê você? ahsduhaiusdhiahsd. E devo dizer que me surpreendi muito com a leitura e tudo que pude absorver lendo essa história.

Como a sinopse já diz, a nossa história começa com um mercado de escravos, o que pra mim já foi bem diferente pois nunca li nada envolvendo o assunto. Creio que como a grande parte das pessoas principalmente estudantes, eu sei o básico sobre a escravidão e afins. O tipo de coisa que a gente aprende nas aulas de história e um pouco em literatura. Porém, eu não imaginava que fosse uma coisa tão cruel. Acho que por ser um tema que a gente estuda muito superficialmente, nós acabamos não absorvendo e percebendo a crueldade e toda a dor que esse assunto envolve. Ao ver a escravidão como uma parte do livro, vendo três dos personagens principais envolvidos nisso e toda dor e sofrimento pelo qual passaram, realmente consegui uma nova visão sobre o assunto.
A autora retrata muito bem o lado "sombrio" do mercado de escravos e do fato em si de ser escravo. Aborda sem nenhum pudor o que uma escrava e/ou um escravo, e até mesmo crianças sofrem nas mãos de seus donos. 

Outro ponto que nós temos bastante ênfase na história é o machismo. Ok que pra época o machismo era algo completamente normal, e a mulher não tinha basicamente valor algum, mas é realmente irritante ver como a coisa era feia u_u. É aquele tipo de machismo extremo, sabe? A ponto de um personagem dizer e vários outros insinuarem no decorrer da história que a mulher só serve para cozinhar e satisfazer as necessidades do homem. Apenas. É uma coisa que irrita, e me fez dar graças a Deus por ter nascido no século vinte e um, porque vou te falar viu T.T 

Quanto aos personagens, a dona Catherine conseguiu trabalhar e desenvolver muito bem cada um deles *u* . Não posso falar de cada um, porque acabaria dando muito spoiler então eu vou focar na Laren, a nossa querida protagonista, e no Taby, o irmãozinho mais fofo de todos os tempos *.* .

Laren foi uma personagem bem intrigante, desde o começo do livro. Nós vemos que ela e o seu passado estão envoltos em um mistério doloroso, mas não descobrimos logo de cara qual é esse mistério. Ela é uma mulher muito orgulhosa orgulho esse que causa muitos problemas já que, sabe como é, ela é uma escrava e confiante, e não tem medo de falar o que pensa e fazer uso de palavras ferinas. A princípio, também tem uma personalidade bem hostil e desconfiada, só deixando esse lado "macho man" de ser ignorem quando se tratava do Taby <3. A Laren foge completamente do tipo convencional de personagem feminina, principalmente se tratando de um romance histórico. Ela não é bobinha ou inocente, e também não é o tipo de "donzela delicada e dependente". Muito pelo contrário, ela é vingativa com quem merece, e não do tipo bobinha piedosa. Também não possui aquele "pudor" característico das mocinhas inocentes se é que me entendem. Uma das personagens mais únicas e diferentes que já vi 

Já o Taby, o que eu posso dizer? Normalmente, na "vida real", eu não me dou muito bem com crianças... Mas quando se trata de "crianças literárias" não tem como eu não me apaixonar elas são tão fofitchas *u*. Com o Taby não poderia ser diferente! O nosso menininho de 5 anos de idade é o irmão da Laren, e é simplesmente um amor! *-* . Mesmo na situação que estão, ele sempre tenta proteger a Laren mesmo sendo só um nenis e se preocupa muito com ela. A relação dos dois é realmente muito linda, e acho que só perde um pouquinho para o vínculo que surge ente o Taby e o Merrik, porque aí meu amor, aí sim a coisa fica muito fofa u_u ashdiuhasiduhasiudiuasd.

Já o Merrik, o nosso galã dos olhos claros, também não vou falar dele porque, sinceramente? Não vi nada de super extraordinário ou suspirante nele. É o tipo de galã bonitão e fortão característico dos romances. A única diferença é que ele é um viking \o aushduahsduihasiudhuiasd. Mas não vi nada de super uau que valha a pena comentar u_u

Ah, outro personagem que eu amei foi o Cleve *u* o nosso lindo escravo loiro, o que me surpreendeu bastante porque a base que eu tenho em conhecimentos históricos sobre a escravatura uuuuui, falei bonito! se resume em: escravos = negros. Então eu fiquei bem boquiaberta quando vi a existência de escravos loiros sim, temos mais de um. Mãaas, mais uma vez, não posso me prolongar em detalhes sobre os personagens secundários. Só digo que ele não me desapontou <3

Quanto aos outros personagens, eu não posso falar muito a respeito, porque a nossa querida autora conseguiu fazer uma baita reviravolta durante a história, e digamos que a maioria das primeiras impressões que formamos dos personagens secundários acabam se transformando... e nem sempre de uma forma muito positiva ]: . Então, vou me conter dizendo somente que o Cleve é um lindo e a Letta e uma outra personagem que não posso mencionar uma perfeita bitch u_u

A respeito do romance entre a Laren e o Merrik, eu devo dizer que se desenvolve muito bem. Não há um momento exato em que a Laren deixa de odiar e desconfiar de todos os homens e passa a gostar e acreditar no Merrik. Quando você se dá conta, eles já estão bem próximos e amigos *-* amizade que acaba evoluindo para outra coisa, mas enfim.

Uma coisa muito legal na história é a presença da mitologia nórdica, já que se trata de uma história com vikings. Então vemos bastante menção ao Thor e ao Odin *u*

Outra coisa interessante na história, é perceber a forma que os padrões de beleza da atualidade se diferem dos da época. Por exemplo, uma mulher muito magra era considerada feia na época que a história se passa. Fiquei pensando: eu faria um baita sucesso em meio aos vikings ;9 asudhuashiudhaiusdads.

O livro mostra bem como as pessoas são obcecadas pelo poder, ouro e jóias. Também retrata a forma como as mulheres eram vistas apenas como uma máquina reprodutora, e o quão horrível era quando a mesma era infértil ou incapaz de dar à luz a um filho homem, principalmente se for uma família importante que requer herdeiros. Mostra essa parte fria do ser humano.

A história, narrada em terceira pessoa, possui diversas reviravoltas e revelações, principalmente do meio para o fim. O livro inteiro possui vários mistérios que te prendem as páginas e te fazem duvidar de tudo e todos, e quando finalmente vamos obtendo respostas a coisa toda fica ainda mais interessante. O mais legal é que não são mistérios com respostas óbvias. A autora realmente soube como desenvolver e trabalhá-los.

Um livro muito gostoso e de leitura super rápida, ótimo para o fim de semana e para quem curte um bom romance, mas que foge do super convencional. Acredito que quem gosta um pouquinho de mistério e mitologia também irá curtir a leitura. Super recomendo! 

Obs1: "O Lorde de Raven's Peak" faz parte de uma trilogia e é o segundo volume da mesma. Em um dado momento os personagens do primeiro volume aparecem na história, mas não interfere no desenvolvimento deste volume. Só dá um pequeno spoiler do livro anterior. Não é necessário realizar a leitura na ordem, pois são histórias independentes (;
Obs2: Eu sei que o blog anda desatualizado e eu também já perdi as contas de quantas vezes disse que isso não iria acontecer. Me desculpem por isso T^T . Mas como todos sabem é fim de ano, e com isso temos o último bimestre escolar, as últimas provas e trabalhos e as notas finais. Com isso fica difícil de arranjar tempo para ler, assistir alguma coisa e ainda escrever uma resenha bem feita e super detalhada como eu gosto de fazer pra vocês. Como eu já disse, se for pra fazer mal feito eu prefiro não fazer.
Então, peço somente um pouquinho mais de paciência, pois só tenho mais algumas semanas de aula e depois finalmente entro de férias. Aí sim coloco as coisas nos eixos, e volto com o blog ao normal. E também responderei todos os comentários pendentes, ok? \o sim meu povo, eu não esqueci de vocês e nem dos seus lindos comentários! Responderei a todos assim que possível <3

6 comentários:

  1. Oi Rafaela!! Tudo bem?
    Então, adorei tua resenha, não sou muito de ler romances de banca, mas gostei da temática envolvendo a escravidão e toda a crueldade, que nós realmente só sabemos superficialmente. E eu adoro mitologia, achei bem interessante a presença disso tudo no livro. O dia que for ler um romance de banca será esse, hehe.
    Um beijão

    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lara! Tudo ótimo, e você? (((:
      Aah, que bom que você gostou! *-*
      É uma temática bem diferente, né? Eu, pelo menos, nunca vi nenhum livro que abordasse esse assunto. Pelo menos, não em um romance.
      E tem como não amar mitologia? <3
      Acho que será uma boa forma de começar ^-^

      BEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  2. Olá! Tudo bem?
    Adorei sua resenha. Você escreve de um jeito bem divertido, gostei!
    Parabéns pelo blog.
    Beijos.

    http://incontrolaveispalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane! Tudo ótimo, e você? :D
      Awwwn, que bom que você gostou! Realmente, acho que escritas muito sérias não são pra mim ]: asduahsiudhaiushdiuasd.
      Muito obrigada! n___n

      BEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  3. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita saúde muita paz e grande felicidade, e também um Feliz-Natal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! ^-^
      Te desejo tudo em dobro n_n
      Feliz natal pra você também! (((:

      BEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)