28 de novembro de 2012

Resenha: Os O'Hurley ~ Abigail - Nora Roberts



Autora: Nora Roberts
Série: Os O'Hurley (vol. #1)
Editora: Harlequin Books
Ano: 2009
Páginas: 306


Sinopse: Antes de conhecer pessoalmente Abigail O'Hurley Rockwell, viúva do campeão de Fórmula 1 Chuck Rockwell, Dylan Crosby estava certo de que ela não passava de mais uma golpista coberta de joias e roupas de grife.

Ao passar uma temporada na fazenda de Abby para escrever a biografia definitiva de Chuck, Dylan reforça sua crença de que ela sempre fingiu ser uma mulher simples e a mãe dedicada de dois meninos, Ben e Chris, que mal conheceram o pai.
Mas por que dissimular todo o tempo? Afinal, o que haveria a esconder? E o pior de tudo: por que Dylan acreditava cada vez mais em tais mentiras?

Eu sempre tive muita curiosidade em ler alguma obra da autora, mas nunca achei um livro que me chamasse atenção a ponto de me arriscar. Até que em uma dessas idas a biblioteca da minha escola, eu dou de cara com esse livro, isso no dia seguinte de eu ter visto esse livro no Submarino e ter ficado looouca pra comprá-lo. Infelizmente, os livros da Nora Roberts são muito caros, então acabei me contentando com o da biblioteca u_u hsauidhaiusdhiuahsid.

A escrita da autora é simplesmente apaixonante! se após ler 'Ladrões de Elite' eu achava que estava saindo da minha ressaca literária, quando comecei com o primeiro volume dessa série que promete, eu tive certeza que ressaca literária fazia parte de um passado distante. A história não tem nada de super inovador, muito menos de ficção, que normalmente é o que prende a minha atenção. Porém, me peguei devorando esse livro em um pouco mais de um dia, o que só acontece com as minhas queridas ficções. Pra mim, essa é a prova que a autora escreve perfeitamente bem! com uma história bem real, escrita simples e personagens cativantes, a autora conseguiu me prender ao livro até que eu virasse a última página e mesmo assim queria continuar lendo.

Abby é a irmã do meio das trigêmeas O'Hurley, além de ser o tipo de personagem forte que tanto gostamos na literatura. Mesmo depois de ficar viúva e não receber nenhum apoio financeiro, ela conseguiu manter uma fazenda, criar e sustentar seus dois filhos, e ainda quitar a maioria de suas dividas. Ela não é o tipo de mulher que fica se lamentando por viver a vida que vive, pelo contrário, ela é feliz pelo que tem e ama sua fazenda mesmo velha e precisando de vários reparos e seus filhos mais do que tudo. Uma personagem que mesmo nas piores situações, consegue manter a calma e pensar sobre. E que além de tudo isso, é dona de uma beleza natural que causaria inveja em qualquer uma u_u.

Dylan ganhou o meu coração. Não por ter uma beleza extraordinária pois ele não tem, mas sim por ser um cara normal, que trabalha, é dedicado ao que faz, tem problemas, já sofreu na vida, passou por um casamento difícil, entre outras coisas. Esses são alguns dos fatores que me fizeram gostar dele, pois ele é um homem da 'realidade' e não aquele cara perfeito e sem defeitos, sabem? E digamos que, quando ele quer ser sedutor... bom, vamos dizer que ele sabe como fazer.

Ben e Chris são o sonho de toda mãe, principalmente Chris que me lembrou muuuuuito o Anthony, de 'A Vidente' (resenha aqui) pelo seu excesso de fofura! *.* . Os dois são uns amores, cada um do seu jeito, e sabem como conquistar o nosso coração *-*.

Os personagens secundários também são ótimos! é impossível não se apaixonar pela família da Abby, principalmente por Frank, seu pai. Sabe aquela família unida e divertida que é mega rara hoje em dia? pois é, Abby faz parte de uma raridade dessas.

A história é muito bem trabalhada, sempre deixando um ponto de interrogação para os próximos capítulos, o que torna quase impossível você largar o livro antes de tudo se esclarecer. O único ponto fraco do livro, e que pode atrapalhar alguns leitores, são as páginas brancas \: tirando isso, não tem nada que te impeça de começar a leitura imediatamente!

Estou muito curiosa pelo próximo volume, que vai contar a história da Maddy, a irmã mais nova. Infelizmente, não estou podendo comprar livros no momento, e creio que não tenha o segundo volume na biblioteca da minha escola \\\\: mãaas, eu supero \o . 

Capas dos próximos volumes:

  

Enfim, recomendo muuuuuuuuuuuuuuuuuito esse livro, principalmente se você nunca leu nada da autora, e tem curiosidade de conhecer suas obras. Se você curte romances e histórias familiares, vai fundo que esse livro é pra você! (((;

10 comentários:

  1. Nunca li nenhum livro da Nora, sei lá, nunca um livro dela me deixou interessado, mas esse parece ser muito bom, sua resenha me deixou super curioso pelo livro.

    Bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é. Também me sentia assim em relação aos livros da autora, mas gostei BASTANTE desse livro em especial. Acho que é o primeiro de muuuitos que virão *-* . Fico feliz que minha resenha tenha despertado o seu interesse n__n recomendo muito a leitura! u_u

      BEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  2. Eu sou fissurado pelos livros da Nora Roberts,ela é mestre no que faz e inclusive é considerada a sucessora do talentoso Sidney Sheldon.
    Essa série em questão ainda não li mas gostei bastante,uma série que eu indico pra você (se é que já não conhece) é a série mortal...simplesmente viciante.
    Abraço!

    Bruno
    http://oexploradorcultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo bem o que você diz, já que somente com um livro da autora eu já a considero uma das minhas favoritas *.* .
      Que bom que gostou, e muuuuuuuito obrigada pela indicação! já havia visto as capas dos livros, mas nunca busquei saber mais da história \: com certeza darei uma pesquisada! u_u

      BEEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  3. Nunca tinha ouvido falar dela >.< Mas a sua resenha me deixou curiosa! :)

    Beijinhos

    http://vitoriaeseudiario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim nunca ouviu falar dela????! em que mundo você vive benzitcho? O: hasuhdaiushdiahsudihasiudhiuasdusahdi.
      Fico feliz que a minha resenha tenha despertado o seu interesse n___n

      BEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  4. Oi Rafaela! Que fofo o seu blog!

    Então, já li dois livros da Nora: A Cruz de Morrigan e Belíssima... aliás, um livro, porque não consegui terminar Belíssima. Eu AMEI A Cruz de Morrigan... mesmo! Já o outro, empacou... não conseguia sair do lugar. Acho que a história dele deve ser mais parecida com a história do livro que você resenhou, mas eu achei muito legal! Adorei a forma que você expôs o enredo do livro, me deu vontade de ler! E a capa é liiinda né... rsrs

    Ah, eu sou diferente da maioria das pessoas. Adoooro uma folha branca. Fico feliz com livros assim... rs

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelle! muuuuuito obrigada! *.*
      eu peguei 'A Cruz de Morrigan' na biblioteca da minha escola na semana passada, mas acabei não conseguindo ler devido ao prazo de entrega \\\: mas já ouvi muitas críticas positivas, então sem dúvida eu ainda vou lê-lo! \o asuhdaiushdiuhasiud.
      Eu li a sinopse de Belíssima e não achei muito parecido com essa série, mãaaas, em comparação com um livro de ficção (como 'A Cruz de Morrigan'), realmente, tem uma grande diferença u_u.
      Fico feliz que tenha gostado benzitcho! *-----* , sim sim, a capa é MUUUUITO linda! *o*

      ashiudhaiushdiuashdiuhasdiuasd. Cada um tem um gosto né? kkkkkk.

      BEEEEEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  5. Oi!
    Adorei conhecer seu blog!
    Seguindo!
    Não li ainda, mas amei sua resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! *---*
      fico feliz que tenha gostado, e mais feliz ainda por estar seguindo benzitcho! n___n
      Que bom que gostou! então eu indico suuuuper essa leitura!

      BEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)