4 de maio de 2014

Dramatizando: Creating Destiny


Olááááááá meus amoooores! Tudo bom com vocês?? *----*
Geeeente do céu, há quanto tempo que eu não posto nada na nossa linda e super amada coluna "Dramatizando", né? *o... O último post que eu fiz foi o de "Nail Shop Paris" em Outubro! o.o . Pois é meu povo, eu realmente dei uma abandonada nessa coluna, mas não foi uma coisa intencional... É só que eu não andei assistindo muitos dramas, e os poucos que eu vi eu deixei pra resenhar depois e, sabem como é, memória de formiga aqui é o que domina e acabou que eu já nem me lembro mais da super emoção sentida ao assistir determinados dramas... E como vocês sabem que eu adoro fazer resenhas gigantescas e super detalhadas, já viu né?

Mãaaaaaaas, como nem tudo está perdido \o , eu consegui assistir um novo drama após terminar a leitura da saga "Acampamento Shadow Falls" e ficar de ressaca literária... Como não tava com cabeça pra uma nova leitura, me joguei em um k-drama que já estava looouca pra assistir há muito tempo, mas o número de capítulos sempre me dava um pouco de medinho... 31 no total ]: . Mãaas, como eu sou muito otimista e o único outro drama que já havia visto com um número aproximado de capítulos - "Can you hear my heart?" com 30 capítulos - tinha me ganhado totalmente e acabou se tornando um dos meus preferidos eternamente, é claro que eu decidi dar uma chance para "Creating Destiny", né? Afinal, quem sabe ele também não conseguiria entrar para o meu ranking de favoritos... 
Bateu a curiosidade em saber se entrou ou não? Então segura na minha mãozinha macia e perfumada, respira fundo e abstrai tooooda a preguiça, e bora ler mais uma resenha imensa e super linda da rafitcha aqui! \o

Sinopse: Ela vive sua vida desde pequena no exterior, quando cresce fica noiva de um americano, mas seu pai está contra essa relação e a faz voltar pra Coréia para conhecer seu "futuro esposo". Ele, é o prototipo de homem perfeito, médico, com boa posição e sobretudo, muito bonito. Ela vivaz e ele com muito mau caráter, personalidades totalmente opostas, mas juntos estão criando seu destino. (www)

Imagem de creating destiny and drama
Acho que eu fiquei mais o menos como a Sang Eun e o Yeo Jun nessa foto. É claro que eu não tava amarrada com um bofe gato dlç e tal, mas eu fiquei presa a cadeira e não consegui sair até terminar o último capítulo. Pois é, pra que vida social, né? ]: kkkkkk.

Então meu povo, vocês vão ter que me desculpar pelo post de hoje e pelo que vai sair, mas é que eu já perdi o jeito de resenhar dramas ]: então não sei bem no que é que isso vai dar, mas vamos torcer pra sair uma coisa bacana e digna, ok? u_u \o asudhaiuhdiuahsiud

Confesso que não curti muito a sinopse, achei uma coisa bem resumida MESMO. Mãaaas, vamos ver se eu consigo convencer vocês da qualidade desse drama que conseguiu me algemar totalmente a cadeira da minha escrivaninha muito confortável por sinal, o que eu tenho que agradecer, caso contrário minha coluna e bum bum já teriam ido pro espaço... que engraçado falar "bum bum", kkkk /dorgas por uma semana até chegar ao fim do último capítulo. Sim, podem me chamar de maluca viciada o que, de certo modo, não seria uma mentira né? ]: , mas esse drama conseguiu me conquistar totalmente! *u*

Como vocês já sabem, fica meio difícil fazer uma resenha de um drama tão longo sem soltar nenhum spoiler \: Mas eu vou tentar falar só o necessário pra vocês se situarem na história e entenderem um pouquinho melhor, ok? ((:


Como já deu pra perceber pela sinopse, é óbvio que vamos ter um relacionamento cão e gato desde o começo, né? Pois é.

Nossa querida, super fofa e meeega estilosa sério gente, o que eram as roupas dessa mulher? Quero TOOODAS *u* Sang Eun vive há 20 anos com a sua família na Austrália e, mesmo tendo nascido na Coréia, ela ignora com todas as suas forças essa ascendência coreana. Tendo isso em mente, nossa querida Sang Eun ou, Victoria, como costuma ser chamada na Austrália, vive falando inglês e até mesmo se envolve com um alto, loiro e das burca azul Rafitcha aqui nem pira né? Eita mulher sortuda! que pra deixar tudo mais lindo, seu pai é totalmente contra!
Na visão do seu pai, pra Sang Eun ser feliz ela precisa se casar com um coreano. Só assim ela poderá ser completa e plenamente feliz. Mas e pra enfiar isso na cabeça da cidadã? u_u

Do outro lado temos o bofe Yeo Jun. Ele é um médico muito dedicado e totalmente sério, TOTALMENTE focado em seu trabalho. Do tipo que ignora todas as garotas e mais vive no hospital do que na sua própria casa. Junte o fato de ter mais de trinta anos, ser lindo mas não ter nenhuma namorada, e um mal entendido que acontece no hospital, e todos começam achar que esse pitbull é lessie... se é que vocês me entendem u_u asuhdauhsdiuahsiduhaiushdias.

Com uma situação dessas na vida de cada um, imagina a confusão quando a família desses dois, amigas de longa data, decidem fazer um casamento arranjado entre as duas famílias? O que vocês acham que acontece quando dois orgulhosos e mega teimosos tem que dividir o mesmo teto e dar início a um compromisso que nenhum deles está interessado?



Bom gente, eu sei que vocês devem estar pensando "Mas se nenhum dos dois queria o compromisso, por que eles acabam se envolvendo nisso? Por que a Sang Eun sai lá da Austrália até a Coréia só porque o seu pai e seu avô decidiram que isso era o que ela tinha que fazer?". Pois é meu povo, eu também fiquei indignada com isso em um primeiro momento só em um primeiro momento também, afinal, eu sabia que isso era o que desencadearia um romance fofo e tal, né? u_u kkkk mas é que, além da Sang Eun ter feito um acordo com o pai acordo esse que eu não vou mencionar pra vocês não falarem que eu me empolguei e to dando spoilers e detalhes demais. Só o necessário, lembra? u_u , os coreanos são um caso sério. Com esse drama, se você não tem muita "experiência" com a cultura oriental, você vai acabar entendendo isso que eu quero dizer, já que é um ponto bem presente na história.

Lá na Coréia, e acredito que em grande parte da Ásia, os mais novos respeitam muito a vontade dos mais velhos. Ou melhor, anciões. Não é como aqui no Brasil, que os filhos tem total controle sobre suas próprias vidas e só fazem o que querem e acharem melhor pra si mesmos, sabe? Acredito que grande parte da Coréia atual não seja mais tão rígida assim, mas como os dois lados das famílias desse drama se tratam de famílias mais tradicionais, nós acompanhados a dificuldade que isso é. Não que só tenha o lado ruim, afinal, foi por causa dos anciões que a Sang Eun e o Yeo Jun se encontraram e tudo mais, mas é realmente difícil imaginar viver uma vida dessas.

O que mais me deixou de boca aberta com relação ao "controle" dos mais velhos em relação aos mais novos, é que no caso da Sang Eun e do Yeo Jun, eles não são mais crianças ou adolescentes. Ok, em momento algum nós temos a certeza absoluta da idade de cada um, mas já sabemos que eles estão na casa dos 30 anos ou quase isso. Ainda acredito que a Sang Eun tenha em torno dos 27/28... mas vai saber né? Como diz meu pai, asiático quando aparenta já tem cento e oitenta T.T  e que o Yeo Jun é 6 anos mais velho que a Sang Eun. Ou seja, eles já não são nenhuma criança que não saiba o que fazer da vida ou como fazer. Já são adultos, e mesmo assim são forçados a entrar em um compromisso que não querem, sem amor e sem nem mesmo conhecer direito a outra parte - já que a Sang Eun foi embora ainda pequena, eles mal se lembram um do outro.
Fiquei meio puta da vida com isso, mas ok né? Coréia é Coréia, Brasil é Brasil. Amém! kkkkkk

Com isso eu até fiquei meio feliz de ser brasileira, sabe? ahduasiduhaiusdhiuasd. Sério, depois que você se encanta pelo mundo dos dramas e tudo mais, ainda mais quando se é tão fissurada com cultura asiática, você acaba tendo aqueles momentos de "Por que eu não nasci na Coréia?" que a maioria dos brasileiros tem com relação aos EUA e tal, né? Mas vendo esse drama e percebendo como as coisas são rígidas, confesso que fiquei mais animada em não ser coreana. Sério, acho que eu no lugar da Sang Eun ou do Yeo Jun daria alok com aquelas famílias. Saía rodando a baiana mas não voltaria pra um país que não queria ainda mais já tendo um bofe na Austrália e prestes a começar a minha carreira de advogada. Tipo, toda a vida da Sang Eun tava na Austrália e ela simplesmente abandona tudo pra fazer o que o pai diz? Pelo amor né? E o Yeo Jun? Capaz que eu abrigaria uma pessoa que não amo na minha casa e ainda faria excursões pela cidade como se estivesse tudo numa boa. Ai Senhor, paciência T.T
Realmente nasci no lugar certo, porque não conseguiria abaixar a cabeça e simplesmente dizer "Sim" pra tudo. Pelo amor né? Cadê o livre-arbítrio? u_u
Digo e repito: Coréia é Coréia e Brasil é Brasil. AMÉM! u_u \o



Mas ok, terminado momento indignação, vamos voltar para o drama. Como já deu pra ver, é claro que os dois não tinham escolha e o único jeito era um engolir o outro e ver no que dava né? Pois é, mas os dois já não aguentavam mais ter que ouvir os pais e avós falando do casamento e casamento, e que tinham que marcar logo a data, e isso e aquilo. Sim meu povo, aqui o negócio é mega rápido, do tipo "Oi, meu nome é fulano, prazer. Bora casar?" ... ou algo assim, mas acho que vocês entenderam o 'x' da questão, né?

Como nem um e nem outro estava interessado em juntar os trapos tão cedo, ainda mais um com o outro, eis que surge a ideia de um contrato: dentre muitas cláusulas, basicamente os dois atuariam como se estivessem namorando na frente dos mais velhos, mas os dois estavam terminantemente proibidos de se apaixonarem um pelo outro ou em dar qualquer motivo dos mais velhos suspeitarem dessa falsa relação.


E é a partir desse contrato que as coisas finalmente começam a se desenvolver e acontecer com esses dois porque, é claro, nem tudo é como planejado né? Ou melhor, quase nada. E é claro que muita confusão, ciúme, briguinhas engraçadas e cenas mais ainda virão pela frente (((:

Devo dizer que amei esses dois como casal. Amava os momentos cão e gato que os dois tinham no começo, que me tiravam ótimas risadas. E gente do céu, o que era o Yeo Jun com ciúme? Ou quando ele dava aqueles sorrisinhos disfarçados e não admitia pra si mesmo, ou sei lá, não percebia, que ele era louco pela Sang Eun? Sério, muito amor <3
Já a Sang Eun, sério, tá pra nascer um ser mais bondoso e compreensivo que ela. Em muitas cenas/momentos/situações eu teria voado no pescoço alheio, berrado pelo menos por uns cinco minutos ou ainda estapeado algumas bitches e afins, mas o que ela faz? Simplesmente dá aquele sorriso de ryca e phyna e faz aquela cara de "sou mais que isso, vou dar a minha outra face", dava uma resposta digna e saía. Sério, a mulher merece o meu respeito u_u . Também gostei do fato das crises de ciúme e momento fofura por isso vocês sabem o quanto eu amo crises de ciúme fofinhas né? *u* kkkk serem somente do Yeo Jun. Ele fazia isso com maestria u_u <3

Adorei ver a forma como a relação e o sentimento dos dois foi evoluindo aos poucos. Não foi  algo do dia pra noite ou uma coisa forçada, sabe? Foi indo de pouquinho em pouquinho e quando eu vi, os dois já estavam no só love só love *u*
Sem falar na química entre os dois. Sério gente, os olhares que os dois trocavam, principalmente na segunda metade do drama, eram tão carinhosos e tão cheios de sentimentos que dava até aquela invejinha. Química realmente estava presente com esses dois u_u


É claro que nós não poderíamos deixar de ter uma bitch na história, né? Se fosse assim, não poderíamos chamar isso de drama coreano, vamos combinar u_u . Mas como se já não bastasse uma, em "Creating Destiny" decidiram colocar duas! Sim meu povo, é isso mesmo. A sorte é que as duas não "atuam" exatamente ao mesmo tempo, sendo que a segunda só aparece mais pra frente e também não dura muito tempo u_u. Então vamos a primeira: Hye Rim.

Devo dizer que essa menina me irritou logo de cara! Além da atriz conseguir ter uma voz beeeem irritante quando quer sorry, eu sei que a atriz não tem culpa de ter vindo com a voz bugada, mas isso colaborou bastante pra eu não curtir a Hye Rim ]: os tiques que ela tinha de ficar apertando e "aumentando" os olhos sim, eu sei que isso é estranho colocado dessa forma, mas só vendo pra entender me tiravam do sério. Pra completar, ela ficava tooooda hora correndo atrás do Yeo Jun e gritando "Oppa" daqui e "Oppa" de lá T.T . Nunca vi uma menina tão irritante e imatura quanto ela. Realmente me tirou do sério, e merecia um prêmio por chatice além de um bom chá de semancol. Sério gente, a menina só tomava na cara com os coices que o Yeo Jun dava. Ele dispensou a menina de todas as maneiras possíveis, e a felizona ficava lá, que nem trocha, correndo atrás dele e fazendo de tudo pra separar e criar intrigas entre ele e a Sang Eun. Mas confesso que a menina também merecia um prêmio pela persistência. Sério, acho que tá pra nascer uma cidadã com tanta paciência e falta de orgulho que nem ela, a ponto de não sair do pé do Yeo Jun e não perder uma oportunidade de grudar nele que nem carrapato. A menina merece o meu respeito nesse ponto u_u.
Mas ok, mesmo ela tendo sido uma bitch quase que o drama inteiro e tendo me irritado bastante, eu achei digno o final que ela teve. Mesmo ela sendo uma quenga e odiando a Sang Eun, os sentimentos dela eram compreensíveis então digamos que eu não a considerei uma bitch do mal. Só uma rejeitada ]: . Então digamos que gostei de ver ela tendo um final legal e não ter ficado chupando o dedo. Digamos que ela se saiu bem e conseguiu usar o charme que tinha. Sério, amava quase todas as roupas dessa mulher, e o que era o cabelo dela? Sério, ainda vou ter um troço com o cabelo desses asiáticos T^T

E a nossa outra bitch, bom, como vocês devem ter percebido, eu não coloquei uma foto dela. Primeiro porque eu não achei -.-' e segundo porque, como ela aparece só mais pra frente na história, acho que seria uma forma de spoiler pra vocês. Mas é sério meu povo, eu acho que as histórias deveriam ter um limite de bitches por vez, porque né? Tadinha da Sang Eun e da gente, que tá assistindo :@ em ter que aguentar tudo isso.
Essa bitch em questão, que digamos que não deve ser nomeada então a chamaremos de "bitch 2", foi realmente baixa e me irritou ainda mais que a Hye Rim, isso porque ela nem apareceu tanto assim. Ela chega pensando que é a rainha da paçoca e que tudo tem que ser como era antes antes "do que" eu também não posso dizer. Sério, isso me irritou demais! E ainda por cima conseguia fazer uma cara de cínica metida a inocente como ninguém! Arrrgh! Uma quenga dos infernos que nem deveria aparecer na história, se você quer a minha opinião u_u
Mãaas, no fim das contas ou melhor, no fim da aparição/existência dela no drama ela acabou fazendo uma coisinha que conseguiu aliviar e diminuir um tiquinhozinho do meu ódio por ela, então digamos que não odiei taaaanto assim. Mas ela não fez falta, e se não tivesse aparecido na história também não faria a menor diferença na minha vida. Ok que ela contribuiu para uma certa evolução do casal, mas ainda assim. Podia muito bem continuar no buraco de onde saiu u_u

Mas ok, agora vamos ao momento frustração das bitches desse dramas. Acho que deve ser uma maldição ou coisa assim que só acontece com as bitches, mas por que, POOOOR QUE, elas tem que ter um cabelo tão bom e lindo, principalmente como o da "bitch 2"? Sério! Ok que o da Hye Rim também é lindo principalmente depois que ela para de usar o cabelo preso e com quilos de gel ou sei lá o que seja aquilo que fazia o cabelo dela brilhar mais que a minha cara em dias quentes de verão... ok, isso foi nojento mas o da "bitch 2" atinge um outro nível. Sério, por que tem que ser assim? </3 #chateada


Como se já não bastasse as "bitches novinhas" também temos as bitches mais velhas. Ok, elas não são bitches propriamente ditas como a Hye Rim e a "bitch 2", mas digamos que elas me irritaram igualmente.

De um lado temos a Jin Hee, mãe do Kyu Han bff do Yeo Jun e madrasta da Hye Rim acho que é a convivência que fez dela uma bitch também, vai saber né?. Essa mulher conseguiu me irritar o drama INTEIRINHO! Sério gente, se tiveram umas duas ou três cenas que eu gostei dela, foi muito. Além de ter uma voz mega irritante superou até a da Hye Rim ela é simplesmente uma velha sem vida. Sabe aquela pessoa sozinha que só sabe fazer fofoca e cuidar/se meter na vida alheia? Pois é, essa é a Jin Hee.
Me irritou demais ver ela se metendo tanto na vida do Kyu Han. Ok, ela fez muita coisa pro menino poder crescer bem e tudo mais, mas isso não dá o direito dela querer controlar o menino mesmo quando ele já nem mora mais com ela e também já está na casa dos 30 anos, né? Pelo amor de Deus! Compra um cachorro e vai cuidar da vida dele! Vai viver e deixa o bofe viver também!
Como se já não bastasse fazer da vida do telespectador um inferno a ponto de querer pular as cenas que ela está envolvida ela também faz a do próprio filho. Simplesmente não aceita que o Kyu Han esteja apaixonado e querendo se casar com uma mãe solteira aparentemente, ser mãe solteira por lá é algo quase tão abominável quanto ser alcoólatra ou coisa assim. Realmente não entendo esse povo, mas vou falar disso mais pra frente e faz loucura atrás de loucura, além de encher muito o saco, pra impedir que o filho fique perto dessa mulher. Ok, vendo pelo lado de "ela é mãe e só está preocupada com o bem estar e felicidade do filho" eu até entendo ela, ainda mais se tratando dos costumes de outro país e tal já que aparentemente é realmente ruim ser mãe solteira por lá mas ainda assim, analisando a situação que ela mesma viveu quando mais jovem, e vendo como o filho estava caidinho pela mulher, não teria sido melhor e não teria deixado o filho muito mais feliz se ela tivesse aceitado os sentimentos dele e apoiado a relação? Tudo que ela fez foi magoar o filho e deixar a gente irritada T.T

Do outro lado temos a Geum Ja, mãe do Yeo Jun e da Yoon Hee a moça por quem o Kyu Han arrasta um caminhão. Eu ainda estou tentando me decidir qual das duas me irritou mais: Jin Hee ou Geum Ja. Sério gente, acho que essas mães deveriam dar as mãos e sair andando, porque Deus que me livre! 
Em um primeiro momento ela me irritou por ser um pau mandado. Era extremamente irritante ver a avó do Yeo Jun erguendo a voz e ela abaixando a cabeça. Tipo um cachorrinho, sabe? Ok que pra eles isso é uma coisa normal, mas não consigo imaginar algo assim acontecendo na atualidade, ainda mais no Brasil. Pra mim, é algo inconcebível. Mas ok, depois que já me acostumei com isso, ainda assim não consegui gostar da mulher. Confesso que tiveram algumas cenas que eu até que simpatizei com ela e tal, mas eram só cenas, porque na próxima eu já tava com raiva dela de novo. Ela é como a Jin Hee, pensa que está fazendo o melhor para o filho e que é para o bem dele, mas só consegue deixar a gente p*** da vida. Ela não era tão extrema como a Jin Hee, mas era tão chata quanto. Era extremamente egoísta, e só conseguia pensar no próprio filho, sem olhar pra frente e ver que aquilo afetava alguém além dele. Chegava a ser algo meio irracional, sabe?
Não a odiava tanto assim na primeira metade do drama, mas chega em uma certa parte entre o meio e o final que acontece uma certa coisa que também não posso dizer o que é e essa mulher se torna simplesmente insuportável! Sério gente, a mentalidade da mulher é totalmente deturpada se a gente for analisar com o que estamos acostumados aqui no Brasil, e ela se torna tipo o capeta do relacionamento entre a Sang Eun e o Yeo Jun. Realmente odiei ela... mãs, como o meu ódio só se intensificou devido a isso, acabou que no fim das contas ela conseguiu se redimir e não foi mais a megera que era. Como ela se redimiu, acabei não odiando ela tanto assim, e até que gostei da forma como as coisas terminaram u_u



É claro que em uma história tão grande, não poderíamos ficar sem um triângulo amoroso, né? Se o Yeo Jun tem duas bitches atrás dele, é óbvio que a Sang Eun também tem que ter um bofe apaixonado pra equilibrar as coisas, né? u_u auhsdiuahsdiuhasiudhiuasd
O bofe responsável por isso é o nosso querido e fofíssimo Se Wol. Mesmo tendo achado ele meio sem sal, principalmente na primeira metade do drama, eu ainda consegui achar ele uma gracinha sim, meio contraditório, kkk e também adorei ver a forma como ele tratava a Sang Eun.
Outro ponto positivo é que ele não é como os outros bofes secundários que se apaixonam pela principal, sabe? Ele não é aquele cara que só em ficar perto dela e vê-la sorrir já está bom. Ok, talvez ele seja assim sim, só que o diferencial é que ele demonstra e até mesmo confessa pra ela diversas vezes os seus sentimentos. Ele não fica lá, só esperando que um milagre aconteça e a cidadã se dê conta dos seus sentimentos por ela. Gostei muito disso nele, porque pelo menos ele pode dizer que tentou de todas as formas possíveis, e não só sentou e observou o bofe magia roubando ela, sabe?

Mas eu ficava com dó do coitadinho. Ele lá, todo fofo e romântico com ela, cheio das indiretas e dos sorrisinhos, e ela só ficava no "chingu" daqui e "chingu" dali (amigo, em coreano). Era triste ver o coitado quebrando a cara, mas ele também não desistia fácil da Sang Eun u_u

O que eu gostei é que não foi aquele triângulo amoroso irritante, sabe? Que você ficava torcendo pro cara sair logo de cena e deixar o casal principal. Ok, eu realmente gostava do casal principal, mas ele não foi um "terceiro elemento" que me incomodou.

Também posso dizer que gostei MUITO do final que ele teve. Tá bom que ele não acabou com a Sang Eun, mas quem disse que um bofe charmoso desse sairia chupando o dedo, né? Mais um ponto positivo pro drama, já que quase ninguém sai de mãos abanando u_u kkkkkk

Obs: Geeeeente do céu, agora que eu fui perceber. O bofe que interpreta o Se Wol é o mesmo que participa do MV do meu lindo e maravilhoso, gostoso, delicia e pura sedução absoluto Taeyang <3 . O bofe que rouba a mocinha do coitado, e o meu lindo fica na friendzone T.T . Enfim, comentário meio irrelevante esse né? Mãaas. Ele tendo participado de um MV do Taeyang já ganha alguns pontos u_u KKKK. Pra quem tá boiando no que eu disse, o MV em questão é "Wedding Dress" (; <3

Sorry, não consegui encontrar fotos melhores dos dois juntos ]: 

Um casal que me surpreendeu sem dúvida foi a Hyo Eun e o Chul Ho. 

Já gostava da Hyo Eun desde as primeiras cenas em que ela aparece. Ela é a irmã mais nova da Sang Eun e é também a responsável pela grande parte das minhas risadas. Adorava essa personagem e o modo como conseguia ser fofa e engraçada ao mesmo tempo *u* . Também adorei o fato dela atuar como um cupido em grande parte do dorama, sempre tentando dar uma chance do Yeo Jun e a Sang Eun se encontrarem quando os mais velhos eram contra. Outra coisa que eu gostei nessa personagem é que ela sempre sabe como tirar um bom proveito de qualquer situação. Ela nunca sai exatamanete de mãos abanando, sabe? aushduahdiuhaisudsd.
Adorei ver a união entre ela e a Sang Eun e a amizade que ela desenvolve com o Yeo Jun. Também gostei de ver a parceria que ela tinha com o pai e com o avô, principalmente na primeira parte do drama. Me rendeu várias risadas.

Já o Chul Ho, confesso que no começo não fui muito com a cara dele. Achava que ele era só um invejoso que queria pegar a posição do Yeo Jun no hospital, tanto como médico incrível, como arrasador de corações, já que todas as mulheres e enfermeiras tinham um tombo pelo Yeo Jun, e o coitado do Chul Ho não pegava nem gripe ]: . Mãaas, depois de alguns episódios eu fui vendo o lado bom e divertido do personagem. Também vi que ele não era um invejoso, e que gostava e se preocupava, mesmo que de um forma estranha, com o Yeo Jun. Adooorava quando ele ficava indignado, principalmente com a Hyo Eun e o Yeo Jun, e gostei ainda mais quando ele parou de correr atrás da Hye Rim.

Esse foi um casal inesperado, mas confesso que gostei muito! Eles foram o casal cômico da história, sabe? Os dois juntos realmente ficaram muito engraçados, mas ao mesmo tempo ficou tão fofo *u* . Adorava quando o Chul Ho dava os seus gritos de "Yaaaa" com a Hyo Eun, e adorava vê-la fazendo-o de bobo, como se não tivesse nem tchum pra ele. Ambos eram tão inocentes. Eles foram o casal cupido, e também foram o sopro de ar fresco que precisávamos quando o drama ficava mais tenso u_u <3

 

Bom gente, com um drama tão grande assim é claro que não poderia ficar na história só do Yeo Jun e da Sang Eun né? Pra equilibrar com o romance, briguinhas, e a parte mais "suave" do drama, também temos o foco na história da irmã do Yeo Jun, Yoon Hee. Temos todo um drama nessa parte, e devo dizer que as partes mais agoniantes pelo menos até quase o final ficaram por conta desses três.

Seguinte: Yoon Hee tinha um relacionamento com Hae Seong, herdeiro de uma grande companhia, e como consequência disso, era ainda mais pau mandado que todos os paus mandados da vida. Seu pai comanda a companhia, e como pra ele a vida não passa de "negócios", o amor não faz parte dela. Por isso, ele acaba arranjando um casamento pro Hae Seong com uma mulher que também era herdeira e que, unindo-se ao seu filho, poderia trazer muitos frutos $$$$
Como o cara é um pau mandado e não consegue ter controle sobre a própria vida, acaba largando a Yoon Hee toda apaixonada, se casa com a mulher que seu pai quer e vai embora pra América. O problema é que, quando Hae Seong larga a Yoon Hee, ela já estava grávida da Jin Ju
Como o casamento do Hae Seong foi uma fezes, já que ele não conseguiu deixar de amar a Yoon Hee, ele decide voltar pra Coréia e tentar reconquistá-la. O problema é que ele não sabia que a Yoon Hee estava grávida quando ele a deixou, então imagine a surpresa dele quando descobre uma menina de 6 anos toda linda e fofa chamando a Yoon Hee de "Omma" ? (mãe em coreano)

Pois é, como se já não fosse problema o suficiente, ainda temos um quarto elemento na história: Kyu Han. Lembra do filho de uma das bitches mais velhas, o bff do Yeo Jun? Pois é, ele mesmo.



Nosso lindo Kyu Han sério gente, o que era esse homem sorrindo? *o* é totalmente apaixonado pela Yoon Hee! Mas cadê que a moça dá uma chance pro coitado? Esse é outro que merecia um prêmio pela persistência e paciência. Ok que a Yoon Hee era super gente boa e tal, mas eu não acho que ela merecia todo o sofrimento que esse cara passa na esperança dela lhe dar uma única chance. 
Poxa, o coitado lá, todo apaixonado, nem tchum pra opinião dos outros, e cadê que a mulher cedia? 

Pois é, lembram do que eu disse do negócio de ser mãe solteira é um caso sério? Pois então. O que eu mais fiquei de cara é que o que impedia os dois de tentarem algo mais que a amizade não era a diferença de idade o que normalmente é o problema. Na verdade, isso nem foi mencionado no drama. O que interferia era o fato da Yoon Hee já ter uma filha... filha essa que por sinal se dava muito bem com o Kyu Han e que em momento algum ele viu como empecilho. 
O cara tava disposto a tudo pra ficar com a Yoon Hee, e também tinha dito que cuidaria da Jin Ju como se fosse sua própria filha, mas cadê que a mulher dava um voto de confiança? Ficava só naquela de "Você vai encontrar uma mulher melhor, mais jovem e bonita. Uma mulher que poderá te dar a sua família" e blábláblá. Sério gente, deu dó do cara. Como se já não bastasse a mulher que ele ama dizendo isso, ainda tinha que aguentar a própria mãe dizendo que não, que ela não era a mulher certa, que a Jin Ju era um problema e que ele deveria se afastar dela.
Na boa, o que tem de tão ruim em ser mãe solteira? Ainda mais na situação que a Yoon Hee ficou, mesmo assim ela criou a filha sem a ajuda de um homem, somente ela e a família. Nunca deixou nada faltar pra menina e sempre amou e cuidou dela muito bem. Enquanto muitas mães são casadas e não tão nem tchum pros filhos. Sinceramente não consegui aceitar isso como um empecilho plausível na história, mas ok né, é como eu disse: Na Coréia isso parece ser uma coisa bem ruim e, Coréia é Coréia, Brasil é Brasil ]:


Achei muita enrolação da Yoon Hee. Ela tinha dois bofes atrás dela e mesmo assim ficava nessa de "eu não quero me casar". Ok, não quer se casar tudo bem, mas faz os bofes desencanarem logo e pararem com essa enrolação. Não gostava de ver ela toda indecisa, e eu sinceramente acho que ela sentia algo pelo Kyu Han mas ficou de frescura u_u pronto falei

Gostei muito da Yoon Hee descontraída, mas quando ela ficava de frescura eu realmente ficava irritada. Mas ok, porque ela era uma boa irmã, dava ótimos conselhos e sempre ajudava o Yeo Jun e a Sang Eun. Também era uma ótima mãe e criou a Jin Ju incrivelmente bem. Sério gente, o que era essa menina? TÃAAAO fofa e tão bem educada *u* Realmente adorei essa menininha e a atriz que a interpretou então, meu Deus, se pequena assim já atua tão bem, quando crescer vai dar de 10 a 0 em muito ator mais experiente u_u

Não simpatizei muito com o Hae Seong não sei se foi pelo personagem em si ou pelo ator mesmo ]: em um primeiro momento, mas ele faz por merecer, e vai se esforçando no decorrer da história. Ele realmente quer recuperar o tempo perdido com a filha, e agora está disposto a viver sua própria vida, sem interferência do pai. Gostei de ver ele dando duro e se arriscando e, mesmo o afeto da Jin Ju por ele ter me irritado um pouco em determinados momentos tadinho do Kyu Han, sofria tanto com isso ]': </3 eu acho que ele fez por merecer o amor dela. Realmente foram cenas tocantes e eu até que gostei um pouquinho do final que ele teve. Não posso dizer que dei pulinhos de alegria né, mãaaas, ele mereceu u_u


Ainda há muitos outros personagens que gostaria de mencionar, mas eu sei que se for falar de cada um deles esse post já imenso vai ficar ainda maior. Então, vou deixar os outros personagens pra vocês descobrirem, se irritarem e apaixonarem por si mesmos.

Uma coisa que gostei muito nesse drama é que ele fala bastante sobre a família e a importância que ela tem na vida de cada um. Ela pode ser chata e intrometida as vezes, mas ela é necessária na vida de todos nós. Mostra a forma como um se preocupa e protege o outro, e que família não é só a de sangue, e sim a que nos acolhe, dá amor, carinho e cuida da gente. Achei muito legal mostrar essa importância, porque por mais que eu tenha ficado com raiva de muitos personagens e tenha achado meio absurdo essa coisa dos mais velhos mandando na vida dos mais novos, o drama mostra que mesmo esses familiares mandões e todas essas coisas chatas que toda a família tem, uma família não deixa de ser família por causa disso nem se torna menos importante na vida de uma pessoa.

Mesmo sendo família e tudo mais, isso não tornou menos irritante ver os mais velhos se metendo na vida dos filhos, principalmente se tratando de amor. Acho que esse foi um dos dramas que mais teve pais e familiares intrometidos, e esse foi um dos poucos pontos que me irritaram no drama. Fico realmente grata de no Brasil as coisas serem diferentes e não tão rígidas quanto por lá u_u

Uma coisa que esse drama tá de parabéns é na capacidade que ele tem de prender o telespectador. Como eu disse no começo do post, eu fiquei totalmente algemada a cadeira, do primeiro ao último capítulo. É uma coisa totalmente impossível parar de assistir. Por mais que você queira ir assistindo aos poucos pra "saborear" calmamente a história mesmo tendo 31 capítulos e tal você não consegue. Cada capítulo é incrível e termina ainda melhor, te deixando louca de curiosidade. Você acaba devorando um atrás do outro *-*

Esse também é aquele tipo de drama de fases, sabe? Temos momentos de comédia, outros de total drama, outros mais tristes e aí voltamos pra comédia. Assim como mudamos da gargalhada para a agonia, os personagens também mudam bastante no decorrer do drama. Vemos cada um deles amadurecer, principalmente a Sang Eun e o Yeo Jun. Achei isso muito legal porque nós acompanhamos esse amadurecimento de acordo com as situações que os personagens estão passando.
A única coisa que eu não curti muito foi o drama quase excessivo no final, mas tudo bem, porque no final tudo acabou lindo e com todo mundo feliz e sorridente, e é isso que tá valendo u_u


Bom meus amores, eu sei que esse post ficou enorme... acredito que um dos maiores que já escrevi T.T . Passei a tarde toda e mais parte da noite escrevendo, então espero que ao menos uma alma viva tenha tido paciência pra ler até o fim. E, se você conseguiu chegar até o fim, parabéns meu caro, você está preparado para a vida u_u asdhaiudhiuashdiuahsdiuhiuasd.

Como eu não encontrei quase nada de gifs desse drama uma pena, devo dizer \: eu vou finalizar o post com os típicos "vídeos pra chamar atenção do leitor e quem sabe induzi-lo a dar uma chance para o dorama" e pra diferenciar, com algumas fotos e um "extra/bônus" relacionado ao drama...

MV

OST



Bônus/Extra - Mais um motivo pra você dar uma chance ao drama (;

Bom gente, como eu já disse no post, a química entre a Sang Eun e o Yeo Jun é realmente inegável... e foi uma química tão grande, que não é que as coisas também foram pra vida real? *u*

 

Aaaai gente, muito amor esses dois! *u* Segundo as minhas pesquisas e o meu conhecimento mega básico em inglês uashdiuahiduhaiudihuaiusdd os dois se conheceram durante as gravações de "Creating Destiny" em 2009 e desde então mantiveram um relacionamento, mas que só foi "a mídia" como namoro em 2010. Em 2011 se casaram e estão juntos até hoje *----*. Pelo que o meu inglês permite, os dois já planejam ter filhos, e pretendem ter 3 ou 4, sendo que o lindo do Ki Tae Young (Yeo Jun) quer ter uma filha *.*

Se vocês não se sentiram curiosos com essa big resenha em si, então espero que o fato desses dois lindos estarem juntos na realidade desde as filmagens do drama, em 2009, tenha servido para despertar um pouco mais a curiosidade de vocês u_u

É um drama que eu recomendo MUITO e sem dúvida está entre os meus queridinhos e que eu pretendo assistir novamente algum dia. Eu sei que 31 capítulos é muito, considerando que cada um tem em torno de 51 minutos, mas realmente vale a pena.
Baixem e assistam o primeiro capítulo. Aí vocês decidem se devem continuar ou não, que tal? ^-^

Onde Baixar?

Espero que tenham gostado do post e que tenham tido paciência de ler tudo isso - sério, realmente amo você caso tenha lido tudo. Vem cá, me dá um abraço  <3 -. Não esqueçam de comentar dizendo o que acharam e fazer essa blogueira com os dedos cansados feliz. Sério gente, to digitando a pelo menos 5hrs seguidas, então por favor, me dêem um crédito. Não vai matar deixar um comentário bem lindo pra mim né? *u*


Suuuuper beijo, e até o próximo post! :* <3
Resultado de imagem para good bye gif

3 comentários:

  1. Olá, Rafa!!
    Uau, você se empolgou mesmo, né?! haha
    Resenha enormeeeee e super interessante. Eu li tudo, juro! (e ainda vi os 3 vídeos)! ^^

    Nem me assusto muito com a quantidade de episódios, já assisti um tw-drama com 30 episódios, Channel-X (com o Joe Cheng , que interpreta o Zhi Shu em "It Started with a Kiss" e "They Kiss Again") e devorei como se não houvesse amanhã ( E tem resenhas de todos eles no meu blog... só pra constar. ahahha). E também tem "Two Fathers" (outro tw-drama) que tem nada menos que 72 episódiosss! (mas esse eu estou assistindo aos poucos há vários meses). Quando o drama é bom, a quantidade de episódios não importa, né?!)

    Assim como você, tenho esses momentos de "Por que eu não nasci na Coréia?", mas sempre que vejo algum drama com essas famílias tradicionais e essa mania de fazer do casamento um negócio, eu fico um pouco patriota! haha
    Gostei bastante das descrição que você fez das personagens, sem esquecer das megeras, dos secundários.... fiquei bastante curiosa. Só não vou assistir o dorama agora porque estou com um zilhão de coisas da faculdade para fazer (e, ainda assim, assistindo "Emergency Couple" - com remorso, mas...). Vou anotar o nome do dorama aqui (porque eu não conhecia) e pretendo assistir futuramente.

    Você nem imagina minha felicidade quando encontro alguém apaixonado por doramas na blogosfera (me sinto parte de um grupo! hahaha). Sempre sou a estranha da turma, com aquela quedinha por 'olhos puxados' e com músicas coreanas como toque de celular! hahah Você me entende, né?!

    P.S.: Que casal mais fofo, genteee! *-*

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda! Tudo bom? (((:
      Pois é, menina! Empolgação na hora de escrever deveria ser o meu segundo nome, porque vou te falar viu T^T kkkkkkkkkkkkkkkkk
      Awwwwwwwn, sério mesmo??? Fico mega feliz em saber disso! *-----*

      Nossa! *o* . Mas realmente, quando a história nos agrada, não importa se tem 10 ou 80 episódios. Na verdade, eu até prefiro quando tem mais, já que eu posso acompanhar a história e os personagens por mais tempo *-* . Só o meu quarto e o meu sono que não curtem muito, já que ficam todos bagunçados T^T hsiudhaiusdhiuahidhuaishdias.

      Né? Meio impossível não sentir orgulho de ser brasileira nesses momentos u_u hasdiuhaiudhaiushdiasd.
      Que bom que gostou e fico feliz em ter conseguido despertar a sua curiosidade! ^-^ Nem me fale de assistir as coisas com remorso. Ultimamente, tudo que eu leio ou assisto é assim, já que a escola não dá sossego T^T é o jeito né? ahsduahsiudhauihdiuasd.
      Mas anote sim! Tenho certeza que irá gostar da história e desse casal lindo *u*

      NOOOOOOOSSA, BATE AQUI, AMIGAAAA! o/\o
      E tem como não te entender? Tamo junto!
      Também sou a estranha e deslocada, que quando pegam pra olhar a playlist do celular só dá uns "rabiscos" e nomes zoados de música, além dos meus toques divos de celular u_u /abafa o caso, sudaisudhaihdiahdiusad.
      Também fico extremamente feliz quando encontro "uma igual" pela blogosfera u_u #emocionada o/\o

      E não é? Uma gracinha esses dois! *u*

      BEEEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  2. PARABÉNS MENINA, AMEI SEU BLOG, VOCÊ SE EXPRESSA MUITO BEM.
    EU NÃO ME IMPORTO COM O TAMANHO E SIM COM AS INFORMAÇÕES QUE VOCÊ FORNECE E MUITO BEM. APRENDI A GOSTAR DESSE MUNDO POR CAUSA DA MINHA FILHA E REALMENTE, TBM ESCUTO AS MUSICAS, PRINCIPALMENTE K-POP, TUDO POR CULPA DA MINHA FILHA. ADORO OS DORAMAS, PRINCIPALMENTE COMÉDIA ROMÂNTICA. PARABÉNS DE NOVO PELO SEU TRABALHO

    ResponderExcluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)