6 de agosto de 2012

Resenha: A Intuitiva - Hannah Howell



Autora: Hannah Howell
Editora: Lua de Papel
Ano: 2011
Páginas: 224


Sinopse: Estamos na Inglaterra, no século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, a bela e jovem Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira intuição, ela prevê um risco iminente de morte. Então precisa encontrá-lo, contar sobre o que pressentiu e convencê-lo de que corre perigo... mas quem acreditaria numa estranha com uma conversa assim?

Durante essa busca, começa então a florescer uma forte admiração entre os dois, até surgir a perigosa Claudete, uma antiga amante de Heartley, e Alethea descobrirá estar entre as pessoas mais ameaçadoras da alta sociedade de Londres. Então, a sua vida também passa a correr perigo e ela precisará mais do que nunca contar com seus poderes para garantir a sua segurança.
Ainda sob um ceticismo inicial, ele percebe sinceridade na desconhecida e agindo emocionalmente, decide acreditar na estranha para tentar novamente descobrir o paradeiro de seus dois sobrinhos que desapareceram após a trágica morte de sua irmã e esposo.

Alethea conhece Lorde Heartley desde os 5 anos. Mas se você pensa que é do jeito tradicional, está muito enganado! ela o conheceu através de sonhos e visões que teve ao longo de 15 anos. Durante uma visão, Alethea vivencia o assassinato de Heartley exatamente como se estivesse em sua pele. No mesmo instante em que volta a si, ela decide ir até Londres para alertá-lo do perigo iminente. 
Mas, após ouvir por acidente uma conversa entre Alethea e Iago Vaughn, o que pensará Lorde Heartley a respeito de uma mulher que afirma ter visões, e de um tio que diz ver os mortos? Ele conseguirá deixar de lado o seu ceticismo, e acreditar em algo tão absurdo? 
Todas as suas dúvidas acabam quando ele presencia uma visão de Alethea. E para a sua surpresa, a visão diz respeito à seus sobrinhos, desaparecidos há 3 anos desde que sua mãe, padrasto e meio-irmãos foram drasticamente assassinados. O que pensar quando, de repente, essa misteriosa mulher aparece com notícias e o possível paradeiro dos filhos de sua irmã, quando ele, um Espião da Coroa, não obteve sucesso em suas buscas por três longos anos? 

"As emoções eram capazes de produzir estragos na sabedoria." (p. 142)

A princípio, nem estava muito animada para essa leitura. Sabe quando você lê muitos livros do mesmo assunto, um seguido do outro? pois é, esse foi o meu terceiro romance histórico em duas semanas acho que deu pra notar pelas resenhas do blog, né? Mas, eu tinha que devolver esse livro junto de A Sensitiva na biblioteca da minha escola na segunda-feira (hoje), e nisso já era sábado a noite... meu orgulho não permitiria que eu renovasse um livro tão curto, e muito menos que eu deixasse de ler o terceiro volume de uma série literária tão incrível. Então, acabei devorando o pobrezinho no domingo u_u ashdiuahsdi.

O enredo da história não é muito diferente dos livros anteriores, mas em determinados aspectos, achei esse livro mais cruel que os outros. 

Fiquei simplesmente abismada com o sangue frio de Claudete, e a condescendência de Margarite para com a irmã. Sabe aquele tipo de personagem que você cria repulsa só de imaginar fora das páginas? pois é, foi bem assim.
Alethea foi uma personagem que eu gostei muito. Eu não diria que ela é uma mulher destemida como Penélope, mas ela também merece destaque. O seu dom foi o que eu mais gostei até agora *-* acho que foi um dos mais criativos, e imagino que eu ficaria de boca aberta se visse alguém como Alethea tendo uma visão ao vivo e em cores. Definitivamente uma personagem forte.
Heartley é um fofo *.* impossível não se apaixonar pela preocupação que ele desenvolve no decorrer do livro em relação ao dom de Alethea ou aos perigos que ela passa a correr. Sem falar que o modo como ele confunde os próprios sentimentos, e o jeito que ele descobre que ama Alethea e deseja que ela o ame com a mesma intensidade, vai te arrancar suspiros e sorrisinhos bobos >< 
Adoooorei ter um pouquinho mais dos personagens dos outros livros nessa história. Chloe, Penélope, Argus, Olímpia, Arthemis, Estefan e o meu liiiiindinho do Anthony estão presentes mesmo que por poucas páginas ou linhas nesse livro. Mas, definitivamente, o que eu mais gostei foi conhecer um pouquinho mais do dom de Modred meio que o Edward Cullen da família e de tê-lo mais presente nessa história, já que em A Vidente ele teve uma breve participação, e em A Sensitiva, só houve menção do nome/título dele. Enfim, ainda acho que a Hannah Howell deveria dedicar um livro só pra ele, já que sem dúvidas ele é o personagem mais interessante da história u_u

Acho que o que eu mais senti falta nesse livro foi a participação fofa das crianças *.* ok, tivemos o Anthony falando sobre os seus lindos cabelos e algumas cenas com as crianças que já não são tão crianças assim da Toca Wherlocke. Mas, enquanto tivemos várias crianças em A Sensitiva, e a fofura a cada capítulo de Anthony em A Vidente, eu esperava algumas criancinhas correndo por aí em A Intuitiva \: . 

Eu acredito que de todos os livros dessa série, esse é o que envolve mais mistério, e fica empatado com A Sensitiva no quesito ação. Essa também foi a história que envolveu mais personagens das famílias Wherlocke e Vaughn, assim como a participação deles na história.

Um livro muito bom, e que não deixou a desejar em relação aos anteriores u_u. Para fechar a série, só fica faltando 'O Escolhido' que contará a história de Argus Wherlocke. Sem dúvida estou looouca pra ler, já que o Argus é um ótimo personagem, e o seu dom é um dos meus preferidos *---* 
Enfim, recomendo demais para quem curte não só romances históricos, mas também pra quem gosta de ficção e de dar bons suspiros enquanto lê. Se você curte uma história que te prenda do começo ao fim, então essa é pra você!


12 comentários:

  1. OOOi Rafaela! Amei seu blog ele é muito fofo e eu também tenho um fascino por livros que você nem imagina! Me identifiquei e ri muito na hora que você comentou que seu orgulho não permitia renovar a locação lá na biblioteca, eu sou igualzinha hahahahaha. Eu há algum tempo tinha me apaixonada pelas capas dos livros dessa série, mas ainda não tive a oportunidade de lê-los! Mais uma vez parabéns pelo blog *--* Já estou seguindo! Quando tiver um tempinho dá uma passadinha lá no meu? Ficarei super feliz com sua visitinha!
    http://www.janeladela.blogspot.com.br/
    beijinhos Bi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia! (((:
      aawn, obrigada <3 haha, mais uma pro time então! \o aushdiuashdiuahsdiuhasidiud, oba! achei uma aliada na minha loucura? uhsduiahisudhiuad. Ah, impossível não se apaixonar por essas capas, né? *------* . Awwwn, que fofura ^-^ , obrigaaada benzitcho! <3
      Pode deixar que eu visito sim! (((:


      BEEEEEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* ♥

      Excluir
  2. Olá tudo bem?

    Os livros são realmente ótimos, tenho todos e queria que a autora fizesse mais uns. kkkk

    te seguindo, se puder retribuir ficarei mto grata!


    http://devotedforbooks.blogspot.com.br

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tudo e você? *-*
      aaah nem me fale! eu peguei todos na biblioteca da minha escola, mas eu to looouquitcha pra comprar esses livros! só falta o preço dar uma caidinha, né? shadiuhasiudasd.
      Prometo visitar seu blog e se curtir o conteúdo eu sigo, ok? n_n


      BEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* ♥

      Excluir
  3. Adoramos o seu post,maravilhoso.
    Desejamos a vc um ótima semana.
    Super beijos da Glorinha.
    Estamos com a campanha Google +1 e contamos com a sua participação.
    Tem brinco novo.
    http://sbrincos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenham gostado! n__n
      agradeço e desejo um ótimo fim de semana para vocês!
      Ah, infelizmente eu sou péssima com o Google +1 , eu mal sei mexer no coitado \:

      BEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTEM SEMPRE! :* ♥

      Excluir
  4. Eu pensava que lia muito, mas parece que você lê bem mais do que eu XD Gosto muito das suas resenhas, são curtas e bem diretas. Não sei se foi impressão minha mas achei esse livro com uma história um pouco estranha e confusa ç.ç ou pelo menos, diferente ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sério? eu sou uma devoradora de livros de carteirinha! u_u ahsudhaiushdiuashdiuhasid. Awwwwwn, que amor <3 obrigaaaaada Gabi! *.*
      Poooois é benzitcho! de todos os livros dessa 'série' esse foi o mais confuso. Mas é só a princípio! depois as coisas vão esclarecendo e começam a fazer sentido, pode confiar! u_u Diferente, de fato, é uma ótima palavra para esse livro! hasuidhuiashduiahsiduhasiud


      BEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* ♥

      Excluir
  5. Li uma vez um livro da Hanna Howell e foi um dos melhores romances históricos que já li.
    Esse parece muito legal também!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha mais sincera opinião, ela é uma das melhores escritoras de romance histórico! ok, eu não tenho lá uma vasta experiência com autores desse gênero, mas dos poucos que eu li, a Hannah Howell de destaca! *-*
      Não só parece, ele é ótimo!


      BEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* ♥

      Excluir
  6. Oi Rafaela, olha eu por aqui, dei uma fugidinha do trabalho pra dar uma olha em suas resenhas.
    Quando eu vi os livros de Hannah Howell na sua lista pensei: "só pode ser brincadeira".
    Estava com uma dúvida cruel sobre comprar ou não esses três livros, (e nem sabia que tinha um quarto, kkkkkkkkkk que horror kkkkkkkkkk), mas lendo suas resenhas sobre eles estou convencida de que será um ótimo investimento.

    Obrigada pelas dicas e um ótimo dia pra vc.

    Bjoo
    ;-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, tudo bom? (((:
      sim sim, é um ótimo investimento! recomendo de olhos fechados esses livros, e não vejo a hora de poder ler o último dessa série *u*
      Eu que agradeço pela visita benzitcho, e muito obrigada n__n

      BEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)