3 de julho de 2013

Resenha: Tamanho 42 não é gorda - Meg Cabot



Título Original: Size 12 is not fat
Autora: Meg Cabot
Série: Mistérios de Heather Wells (vol. #1)
Editora: Galera Record
Ano: 2011
Páginas: 411

Sinopse: Heather Wells é uma cantora pop que chegou a um ponto nada desejado da carreira artística: o fundo do poço. Nenhuma gravadora se interessa por suas músicas, ganhou peso e só entra em roupas tamanho 42, o pai está atrás das grades e a mãe fugiu para Buenos Aires com suas economias - e seu agente! Mas quando Heather arruma um trabalho de inspetora em uma faculdade, tudo muda... ou, pelo menos, é o que parece. Um crime inesperado leva-a a uma vida de aventuras e altas doses de adrenalina. Mas a vida de detetive é potencialmente perigosa e alguns riscos podem ser fatais.

Agora me diz se com uma capa e um título desses, você pensaria que a história desse chick lit gira em torno de um assassinato? Pois é, eu também não u_u aushdiuahsiudhashudsad. Sempre que via esse livro por aí, pensava que era uma história totalmente voltada para uma protagonista que vive de regime e tem a autoestima lá em baixo e tudo mais. Devo dizer que me enganei, e muito!

"Às vezes, os jogadores me deixam bilhetes falando de problemas no quarto, em caligrafia que quase não dá para ler, com inúmeros erros de ortografia. Eis um exemplo:
"Cara Heather, teim alguma coisa erada na minha privada. Não dá descaga e fica fazeno baruio. Pur favor, mi ajuda."
Mais um:
"Ao responsávil: eu num cabo na minha cama. Queru cama nova. Valeu."
Juro que não estou inventando." 
(Página 93)

O livro aborda um pouco sobre essa coisa de peso e, por vezes, o quanto é incômodo estar fora dos "limites de magreza" estabelecido pela sociedade o que eu fiquei meio de cara, porque na minha opinião, tamanho 42 reeealmente não é gorda o.o, mas esse não é o assunto principal. E não, também não temos uma protagonista de baixa autoestima, muito pelo contrário.

Heather Wells é o tipo de personagem louca e divertida que nos ganha logo nas primeiras páginas. Mesmo após ser roubada e abandonada pela própria mãe, ter perdido o contrato com a gravadora que fazia parte, além de ter pego seu noivo no flagra com outra mulher, ela não fica se lamentando pelos cantos. Deu a volta por cima e conseguiu se restabelecer na vida, e ok, mesmo não sendo a mesma vida que tinha, ela consegue se manter e continuar com dignidade u_u.
Simplesmente ameeeei o senso de humor da Heather! Sério gente, fazia muito tempo que não conhecia uma personagem tão divertida e otimista quanto ela. Morria de rir com os devaneios e ilusões que ela tinha para o futuro com Cooper, além da super diversidade de cursos que ela tinha vontade de fazer na faculdade. Sabe aquele tipo de personagem carismática e realista? Pois é. Dessa vez não temos uma personagem magrinha e mignon como protagonista, mas uma mulher que faz com que nos sintamos ainda mais próximas da história retratada. Uma mulher que quebrou a cara, e ainda assim consegue ser linda e chamar atenção mesmo usando um número a mais u_u . Gostei muito da Meg ter variado e apostado nesse novo "manequim" ao invés de se manter sempre nos padrões.

"Felizmente deixam que eu fique com o meu sanduíche. É minha única fonte de conforto. Bom, isso e o saco de salgadinhos que comprei em uma máquina no fim do corredor. Não é brincadeira enfiar moedas naqueles buraquinhos com os dedos enfaixados, vou te contar." (Página 319)

Não posso dizer muito sobre os outros personagens, já que a minha opinião variou durante o livro e os acontecimentos, entãaao, se eu disser o que achei pode ser que eu solte algum spoiler dos acontecimentos que fizeram com que eu mudasse a minha perspectiva em relação a eles. Mãaas, eu posso dizer que a Meg soube trabalhar muito bem em cada um deles, dando personalidades bem distintas uma da outra, e dando para cada um uma forma de nos conquistar *.* .

A autora também trabalhou muito bem no mistério da história. Ela conseguiu me deixar louca de curiosidade, e suspeitei de basicamente todo mundo, até mesmo dos pássaros da Sra. Allington u_u ok, talvez nem tanto, mas vocês entenderam o que eu quis dizer, né? u_u kkkkkkk

"(...) Quer dizer, eu compreendo. Eu simplesmente vou ter de abrir a minha PRÓPRIA clínica médica/agência de investigação/joalheria sem a ajuda dele.
Claro que ter filhos sozinha pode ser um pouco mais difícil, mas tenho certeza que dou um jeito."
 (Página 330)

O começo do livro é meio paradinho, mas conforme você vai lendo a história ganha um ritmo bacana e começa a fluir melhor.
Devo dizer que a narrativa me conquistou completamente! É narrado em primeira pessoa, mas a autora conseguiu trabalhar muito bem a forma da narração, o que não deixa a história cansativa ou chata em momento algum. Sabe aquele tipo de escrita em que parece que a personagem está conversando com você? então. Gostei muito disso, pois facilitou ainda mais que eu me situasse na história e me familiarizasse com os outros personagens, além de me afeiçoar muito mais a eles <3.

Fazia muito tempo que eu não passava uma tarde de sexta e mais o sábado inteiro lendo, e fiquei muito feliz de alguma leitura recente conseguir me fazer sentir o que sentia nas minhas leituras de antigamente. O livro conseguiu me prender completamente! Chega em um ponto da história que se torna impossível largar o livro até você ler a última frase, e eu devo dizer que não me arrependi de não ter desgrudado do livro até o fim u_u.

(...) - Não negue, sou um observador experiente, está lembrada? Tem uma ruguinha que se forma entre as suas sobrancelhas quando você está aborrecida... - ele aponta para o meu reflexo. - Está vendo?
Meu Deus. Ele tem razão. Tenho uma ruguinha de preocupação entre as sobrancelhas. Caramba, se eu continuar assim, quando estiver com 30 anos vou parecer uma uva-passa."
(Página 251)

Achei o trabalho gráfico do livro muito digno, e mesmo não estando nas melhores condições peguei na biblioteca da escola... já viu né? T^T, eu consegui ficar apaixonada pela capa rosa super perua linda *u*. As páginas são brancas, o que pode incomodar alguns na leitura, mãaas, pra mim não foi um problema u_u. A editora também teve toda uma atenção no início de cada capítulo, colocando sempre um trecho das músicas da Heather (que me tiraram boas risadas), mas ela pecou um pouquinho na hora da revisão, já que eu achei vários errinhos \: . Ah, vale dizer que o livro não está de acordo com a nova ortografia da língua portuguesa, então não estranhem caso aparecer alguma palavra acentuada ou escrita de forma diferente da que já nos acostumamos [;

"Talvez a Faculdade de Nova York ofereça algum curso para virar freira. Pois é, para abrir mão inteiramente dos homens e abraçar o celibato. Porque está mesmo começando a parecer que esta pode ser a única saída para mim." (Página 301)

Para quem não sabe, a série conta com quatro livros até onde sei não temos um quinto, mas nunca se sabe né? até o momento, sendo que o último quarto chegará às livrarias brasileiras em outubro desse ano *u*

  

Uma leitura mais que recomendada se você curte dar risada, mistério na dose certa, e uma pitada de romance. Acho que mesmo sendo um chick lit e envolvendo essas neuras de peso e tudo mais, o público masculino também vai gostar de "Tamanho 42 não é gorda" pois é uma história muito divertida e gostosa de acompanhar o desenvolvimento. Então, #fikdik (;

"- Você vai encontrar alguém. Só não pode ter medo de se arriscar.
Do que ela está falando? Eu não faço nada além de correr riscos. Estou tentando impedir que um psicopata mate mais uma vez. Já não basta? Preciso de uma aliança no dedo também?
Algumas pessoas nunca ficam satisfeitas."
(Página 151)

16 comentários:

  1. Também imaginava o livro diferente mas me surpreendi!
    Porém é um dos livros que não sinto aqueeeeela vontade de ler.

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo mundo se surpreende ao ler o livro ou uma resenha, né? A capa e o título passam uma ideia totalmente diferente u_u kkkkkk.
      Que pena, é uma história realmente muito boa \: . Mas de nada vale o investimento - seja dinheiro, ou disponibilidade de tempo - se não é uma leitura que não temos aqueeeela vontade, né? ]: kkkkk.

      BEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  2. Eu essa capa em algum lugar, mas jurava que se tratava de conselhos para aumentar a autoestima. rs
    Mas pela sua resenha parece ser uma história bem divertida e cheia de misterio, do jeito que eu gosto! :D
    Esse é o primeiro dos quatros?

    Beijo
    http://criandorabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mel, tudo bom? ((:
      a capa suuuuper engana, né? Eu também pensava mais o menos isso u_u asudhauhsdiuhaduiads. Sim sim, exatamente assim! ^-^
      Aham, é o primeiro volume *---*

      BEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  3. Sunbae!

    Como prometido, 'cá estou eu deixando um lindo comentário em mais uma de suas deliciosas resenhas *u*

    O fato do livro ter essa onda meio policial eu já sabia - e ainda estou de cara, com esse fato. Como pode? - No entanto, achei que "oh, meu deus, estou gorda, o que vou fazer? Esse lindo vestido Prada, já não me serve mais", seria muuuuito mais abordado... Fiquei um pouco decepcionada aqui, mas tudo bem, os seus elogios me fizeram erguer a cabeça e parar de chorar em cima do teclado kkkkkkkkkkk.

    GOD! Você pegou esse livro na biblioteca da escola? Poxa, estou surpresa com esse fato... Quando as pessoas falam que pegam livros na biblioteca da sua escola, eu sempre acho estranho, isso porque não é algo muito comum na minha vida... Como assim? Bem, a biblioteca da minha escola é extremamente pobre em títulos - pelo menos da última vez que visitei -, acho que nem Harry Potter que é considerado um clássico da atualidade deve ter por lá... Se bem que não me espanta, afinal quase ninguém visita a biblioteca - o povo da minha escola "AMA" ler sabe? - então porque eles deveriam investir em livros por lá?

    Confesso que jamais pegaria "Tamanho 42 não é gorda" lá na minha escola, caso existisse o livro por la. Como você sabe, sou um pouco gordinha - quaaanta modéstia... -, se eu apareço pelos corredores com um livro mega chamativo desse, que logo atrairia a atenção para o titulo, até vejo as pessoas rindo, ou olhando com aquela cara de dó "Tadinha, ela realmente se sente excluída, foi procurar até um livro de ajuda" - incrível, como um chiclit pode virar auto-ajuda em menos de 1 segundo... Malditos esteriótipos - ou ainda "Haha, cara de sofrida, gorduchinha", daí para pior kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Com o povinho super "culto" da minha escola, preciso pensar em todas essas hipóteses. Me sinto indo para um campo de batalha todas as manhãs, onde eu posso ser atacada por fezes de macacos a qualquer momento(rezando imensamente para que ninguém da minha escola leia esse comentário).

    Ah, eu realmente gostei muito da sua resenha e com certeza vou ler esse livro - menos na escola -, afinal Meg é diva, é luxo... Eu tenho que ler. No entanto devo confessar, as minhas prioridades em chiclits no momentos são os livros da Sophie Kinsella, eu simplesmente amei as resenhas que você fez dos livros dela, fiquei muito encantada. Com as suas resenhas e os comentários mega positivos da Juh Sutti - duas blogueiras que estimo e me identifico bastante - sobre os livros da Sophie, realmente eu preciso conferi-los!

    Beijinhos Unnie :*
    Não deixe de visitar meu bloguinho também *u*
    http://bosque-entre-os-mundos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unni! *----*
      awwwwwn, que meiga você! ._. kkkkkkkkkkk
      que bom saber que meus elogios serviram de consolo u_u ashduhaiudhasiduasdhi. Realmente, eu também achei que a temática de "gordurinhas a mais" seria mais abordada, e de uma forma mais auto-ajuda, mãaaas, me surpreendi. Ao contrário de você, gostei disso u_u usahdaushdiuausduas.
      Aaaah, que triste unni! o: teve uma época que lá na minha escola também era assim, só tinha aqueles livros chatos versão resumida para fazer trabalhos da escola, sabe? aqueles livros que NINGUÉM lê? Poois é T^T . Mas sei lá o que aconteceu. Acho que o povo começou a frequentar mais, e acabou que a biblioteca começou a trazer mais títulos, sendo que todos eles eram publicações recentes e voltados para o público alvo da escola, sabe? Naquela faixa de idade. Agora tem vários livros da Meg, Harry Potter, Rick Riordan, Scott Westerfield, Nora Roberts, Crônicas de Gelo e Fogo e até mesmo alguns romances históricos hot hot u_u asuhdiuashiudhasiudhiaushdu. E o mais legal é que esse ano chegam mais livros \o . Bem bacana isso né? Incentiva ainda mais a leitura *.*
      Eu acho que você deveria dar uma passadinha na biblioteca quando voltarem as aulas. Vai que você se surpreende, né? *---*
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, que maldade unni! o.o . Mas eu entendo a sua dor! Quando eu peguei o livro, eu levei ele mega colado no peito e tapando com os braços e cabelo... quando entrei na sala, coloquei ele logo na bolsa pra ninguém ver u.u sahduashdiuhasiudhiuahsdiu

      Fico feliz que tenha gostado! Leia sim, tenho certeza que você vai gostar unni! *u*
      Aaaah, Sophie é mega diva né? Uma das melhores em escrever chick lit. Então eu acho que você deve priorizá-la u_u depois de ler algum título dela, aí você lê esse da Meg \o
      Awwwwwwwwwwn, que amor! *u* s2 . Sim sim, então eu realmente acho que você deve dar uma atenção especial a Sophie ((:


      BEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  4. Adorei a história! Estou louca para ler, amo a Meg Cabot, mas foi uma surpresa saber agora que a história gira em torno de um assassinato! Parece ser bem divertido.
    beijos,
    Aninha
    http://blogamantesdelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! (((: , também adoro a Meg, mesmo tendo lido poucos livros da autora u_u saudhiuadihuahiuahsid.
      Realmente, é uma coisa meio inesperada né? *.*
      Sim sim, é muito divertido! Como basicamente todos os livros da Meg... pelo menos, todos os que eu li dela ~.~ ashdiuahdiuhaidia

      BEEEEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  5. Olá querida! como você está? eu gosto dos livros de Meg cabot, mesmo tendo me desapontado com alguns livros, e parece que esse livro é bem legal mesmo! Talvez eu leia!

    gostaria de também avisar a você, que meu blog mudou de url! agora ele é Wordpress! Se não for incomodo, você poderia seguir meu blog por e-mail? Agradeço pela sua parceira com o blog e por sempre comentar em meus posts! Em breve volto aqui!

    Beijos - http://submersadepalavras.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais! Eu estou ótima, e você? *---*
      aaah, sério que você se desapontou? \: ainda bem que todos que eu li da autora foram ótimos e não deixaram a desejar, pois quando nos desapontamos com algum autor é meio difícil de ler outra obra dele né? Pelo menos comigo é assim ~.~ asiudhaiudhuahsdaiusd. Mas eu acho que você deveria dar uma chance e ler sim, porque a história é realmente boa! (((:

      Ah, obrigada por avisar! Awwwwwn, muito obrigada pelo carinho! *u* s2
      Volte sim! Estarei esperando ^-^

      BEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  6. Parece ser legal esses livros dela, nunca li nenhum, mas um dia lerei! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa, tudo bom? ((:
      São sim! Super divertidos e bem escritos ^-^
      Eu recomendo! Tenho certeza que você não irá se arrepender u_u

      BEEEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  7. Nossa, eu imaginei ele totalmente diferente do que sua resenha diz! KKKK Mas isso só aumentou mais a minha curiosidade de ler o livro. Achei muito divertido a forma que usou para fazer a resenha. Parabéns! *-*
    Beijinhos, Marca Provisória. (http://marcaprovisoria.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo mundo que vê esse livro passar por isso né? Eu também nunca que diria que a história se desenvolve a partir de um assassinato e coisa do tipo u_u ausdhuaishdiuhsdiuhausd. Mas devo dizer que foi uma grata surpresa, e fez com que eu gostasse ainda mais *u*
      Awwwwwn, fico feliz que tenha gostado, e muitíssimo obrigada! n__n

      BEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir
  8. amei esse livro! uso 42 e não me acho gorda... mas os outros acham!!!!!
    a narrativa dela é super descontraida mesmo!!! quero esse livro!

    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angeli! Tudo bom? ((:
      que bom que gostou *---* . Né? fico de cara com essas pessoas que pensam que número 42 é gorda ~.~
      Eu te recomendo, pois é uma história super divertida e bem escrita. Vale a pena! ^-^

      BEEEEEEEEIJINHOS E VOLTE SEMPRE! :* <3

      Excluir


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)