28 de junho de 2012

Resenha: Férias! - Marian Keyes

Autora: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 559


Sinopse: Rachel Walsh, personagem principal de Férias!, é irmã de Claire (Melancia) e, após perder o emprego em Nova York, ser deixada pelo namorado Luke Costello e quase morrer de overdose, é obrigada pelo pai a se internar em uma clínica para dependentes químicos na Irlanda. Pensando que iria para um spa curtir férias, Rachel se revolta quando descobre que está internada em um centro de reabilitação, e se recusa a admitir que tem sérios problemas, afinal, "não era magra o bastante para ser uma toxicômana". Ela precisará atravessar uma longa jornada até reconhecer seus erros e reconquistar as pessoas que mais ama.



Minha Opinião: Esse é o segundo volume da coleção da excêntrica família Walsh (por assim dizer, já que uma história não está diretamente relacionada a outra), e eu acho que superou totalmente minhas expectativas! *-* eu me arrisco a dizer que gostei mais desse livro, do que de Melancia u_u



 Achei a história mais 'tocante' do que Melancia, por ser uma coisa que eu vejo muita gente passando e achando que é algo comum, que não é caso sério e coisa e tal. Hoje em dia, as drogas vem se tornando mais comum na vida das pessoas, e todos consideram algo normal e não buscam ajuda. Nesse livro a autora retrata muito bem a visão que um toxicômano tem em relação ao seu consumo de drogas, o que eu gostei bastante porque tenho certeza que várias pessoas vão se identificar nem que seja um pouquinho, com as 'razões' que levaram a Rachel a usar drogas.



 Rachel é o tipo de personagem que adora se fazer de coitadinha, e quando eu digo adora, é do tipo que acha que todos deveriam estar ao seu redor, consolando-a enquanto ela chora as pitangas, sabem? ela não ta nem aí se você tem coisa melhor pra fazer, se você não consola-la nesse momento difícil, ela realmente vai ficar puta da vida u_u asashduiahsidusd. Sem falar que ela é muito egoísta, e se põe no centro do mundo, o que te faz ter uma vontade louca de entrar no livro e dar um chacoalhão pra ver se ela acorda pra vida -.- mas graças a evolução que ela passa, esses aspectos irritantes vão melhorando com o tempo \o



 Gostei bastante dos outros personagens do livro, e acho que a história de cada um deles foi muito bem trabalhada e realmente consegue te surpreender e chocar até certo ponto.



 Simplesmente me apaixonei pelo Luke, e admito que fiquei com um ódio muito grande da Rachel em vários momentos por ter vergonha do seu Homem-de-verdade (só lendo o livro pra saber). Brigit é o tipo de amiga que todas deveriam ter; Nola é um exemplo de superação e de que se você estiver determinado, pode ir longe com as suas escolhas e Irmã Josephine? bem o que posso dizer além de que eu adooooorei a personagem (?) auishdiuashdiuhasiudasd.
 A história é narrada com capítulos alternados entre o presente, e situações específicas do passado de Rachel com Luke e Brigit em sua maioria.



 Trata-se de uma história de superação, de realidade, e acima de tudo, de aceitação. Recomendo pra tooooodos, pois mesmo sendo um Chick-lit é uma história que não se aplica somente as mulheres, e sim no público em geral. Só colocaria uma censura para menores de 14 anos por ter algumas cenas mais picantes que Melancia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


A opinião é livre, não pode nem deve ser violentada.
(Baltasar Gracián y Morales)